The Spatial Reproduction in the Urban Green Areas in the Nampula City, Mozambique

Reginaldo Rodrigues Moreno Muacuveia, William Rodrigues Ferreira

Resumo


Abstract: the work presents reflective elements on the changes of the space in the green areas of the city of Nampula due to the trade. He argues that urban green areas built for ecological, aesthetic and even psychic functions, socially produced, become places of exacerbated consumption and, at the same time, the medium of formal and informal commerce. The objective is to analyze the (re) production of the space of the urban green areas in Nampula city, as well as the practice of informal commerce, in order to perceive its spatial dynamics. In order to do so, an analysis was carried out from a review of the bibliography in order to understand the conceptual meaning and later, to analyze the trade dynamics practiced in these areas, the spatiality that it reproduces. The results indicate that the green areas of the city have turned into places of practice of formal commerce carried out in stalls and fixed stalls subject to the payment of taxes and the informal practice practiced by mobile strollers who evade taxes.

A Reprodução do Espaço nas Áreas Verdes Urbanas na Cidade de Nampula, Moçambique

Resumo: o trabalho apresenta elementos reflexivos sobre as alterações do espaço nas áreas verdes da cidade de Nampula em função do comércio. Argumenta como as áreas verdes urbanas construídas para funções ecológicas, estéticas e até psíquicas, socialmente produzidas passam a ser locais de consumo exacerbado e ao mesmo tempo o meio onde se realiza o comércio formal e informal. O objetivo é analisar a (re) produção do espaço das áreas verdes urbana da cidade de Nampula, bem como a prática comércio informal, de modo a perceber a sua dinâmica espacial. Para tanto, realizou-se uma análise a partir de revisão da bibliografia de modo a compreender a acepção conceitual e a posterior, analisar a dinâmica do comércio praticado nestas áreas e a espacialidade que ela reproduz. Os resultados indicam que as áreas verdes da cidade, transformaram-se em locais de prática de comércio formal realizado em bancas e barracas fixas sujeita ao pagamento de impostos e o informal praticado pelos vendedores ambulantes de bancas móveis que se evadem dos impostos.

La Reproducción del Espacio en las Areas Verdes Urbanas de la Ciudad de Nampula, Mozambique

Resumen: los elementos reflejados en las alteraciones de las espaciosas áreas verdes de la ciudad de Nampula son analizadas en este trabajo, en función de la actividad comercial desarrollada en estas. Argumentando como estas áreas verdes urbanas construidas con finalidades ecológicas, estéticas e incluso psicológicas para la sociedad, se convierten en locales de consumo exacerbado y al mismo tiempo, en el medio en donde se realizan actividades de comercio informal pero de naturaleza formal. El objetivo es analizar la (re) producción del espacio de las áreas verdes urbanas de la ciudad de Nampula, así como la práctica comercio informal, como para percibir su dinámica espacial. Realizando un análisis a partir de revisiones bibliográficas, para comprender el significado conceptual, y posteriormente analizar la dinámica comercial practicada en estas áreas, partiendo de cómo se da esta espacialidad. Los resultados indican, que las áreas verdes de la ciudad, se transformaron en locales en donde se desarrolla el comercio, siendo practicado en puesto fijos sujetos al pago de obligaciones fiscales el formales y el informal, ejercida por vendedores ambulantes de quioscos que se evitan de los impuestos.


Palavras-chave


Reproduction; Informal trade. Urban green areas; Nampula; Comércio informal; Áreas verdes urbanas; Nampula; Reproducción; Comercio informal; Áreas verdes urbanas; Nampula; Reprodução.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, R. V. O processo de produção dos parques e bosques públicos de Curitiba. Dissertação (Mestrado em Geografia), Setor de Ciências da Terra, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 127 p, 2004.

AUGOYARD, Jean-François. Pas à pás Essai sur le chemiment quotidien em mulieu urbain. Paris: Éditions Conflences, 224 p, 2002.

BOLETIM DA REPUBLICA DE MOÇAMBIQUE (BR). Lei n.º 2/97, de 18 de Fevereiro - Lei-quadro de institucionalização das autarquias locais. Maputo de 27 de Junho de 2008.

CHEREWA, Dionísio. Perfil ambiental da cidade de Nampula. Maputo, Novembro de 1996.

CHEZIANE, Eduardo. A experiência autárquica moçambicana. Maputo, 2013.

CAVALHEIRO, F.; DEL PICCHIA, P.C.D. Áreas verdes: conceitos, objetivos e diretrizes para o planejamento. In: Anais... 1º Congresso Brasileiro sobre Arborização Urbana e 4º Encontro Nacional sobre Arborização Urbana. Vitória, ES, p. 29-38, 1999.

DELGADO, Manuel. “Apropriaciones inapropriadas. Uso insolentesn del espacio público en Barcelon, In Post-it city, Ciudades ocasionales. Barcelona: CCCB, 2008.

DINIS, Alexandre, MATOS, Terezinha de J. Comercio Informal de Boavista. Textos e Debates no 5, p.40-51, 1996.

FERNANDO, Sérgio. Município de Nampula transfere a gestão de jardins e parques a privados. Jornal @Verdade. 1 de Novembro 2012 Disponivel em: www.verdade.co.mz, acesso 22 de fevereiro de 2016.

FONTES, Adriana Sanção. Intervenções temporárias, marcas permanentes: Apropriações, arte e festa na cidade contemporânea. 1a Edição, Casa Palavra. Rio de Janeiro, 400 p, 2013.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

Hart, Keith. Informal Income Opportunities and Urban Employment in Ghana, The Journal of Modern African Studies, p. 61-89, 1973.

INE (Instituto Nacional de Estatistica). Dados do III Recenseamento Geral da População e Habitação de 2007. Maputo, 2012.

INE (Instituto Nacional de Estatistica). Relatório final do Inquerito ao Orçamento Familiar (IOF), 2014/2015. Maputo, 79 p, 2015. disponivel em:  http://www.ine.gov.mz  acesso: setembro de 2016.

IVALA, Adelino Zacarias. Uma contribuição para o estudo do comércio informal na cidade de Nampula. Ed. Cadernos, Nampula, p. 141-189, 1999.

LIMA, A. M. L.P; CAVALHEIRO, F.; NUCCI, J.C.; SOUSA, M.A.L.B.; FIALHO, N. DEL PICCHIA, P.C.D. Problemas de utilização na conceituação de termos como espaços livres, áreas verdes e correlatos. In: Anais... II Congresso de Arborização Urbana. São Luis, MA, p. 539-553, 1994.

LLARDENT, L. R. A. Zonas verdes y espacios libres en la ciudad. Madrid: Closas, 1982.

MILANO, M. S. Avaliação e análise da arborização de ruas de Curitiba-PR. 130f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) Universidade Federal do Paraná, Curso de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, Curitiba, 1988. Disponível em: . Acesso em: 5/11/2016.

MONBEIG, Pierre. A Geografia no ensino secundário. In: Boletim Geográfico. vol. 3, n.26, , p.163-171, 1945.

MOSCA, João. Pobreza, Economia “informal”, Informalidades e Desenvolvimento. Maputo, 21p, 2010.

PEZZOLO, Dinah Bueno. Tecidos: história, tramas, tipos e usos. São Paulo: Ed. Senac, 324 p, 2012.

PNUD. Moçambique: paz, crescimento económico: oportunidades para o desenvolvimento humano. In: Relatório Nacional do Desenvolvimento Humano. Maputo, 246 p, 1998.

RIBEIRO, Simone S. Cidade e Espaço Urbano. Disponível em: . Acessado em: 01-09-2016.

SALAS, Carlos. Trayectorias laborales en México: empleo, desempleo y microunidades. Tesis (Doctorado em Economía), UNAM, Ciudad del México, 178 p, 2003.

SANTOS, Gildenir Carolino. Percurso científico: guia prático para elaboração da normalização científica e orientação metodológica. Gildenir Carolino Santos; colaboradores: Rosemary Passos, Rogério Gualberto de Souza. Campinas, SP: Arte Escrita, 2012.

SILVA, G.C.; LOPES, W. G.R.; LOPES, J.B. Evolução, mudanças de uso e apropriação de espaços públicos em áreas centrais urbanas. Revista Ambiente Construído, Porto Alegre, V.11, n.3, p. 197-212, jul./set. 2011.

BITTAR, Marcos Haddad. Transformações econômicas e infraestrutura de transportes em Goiás (1960-2014). Tese (Doutorado em Economia) - UNICAMP, Campinas, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/baru.v3i2.5852

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


BARU | Revista Brasileira de Assuntos Regionais e Urbanos | Mestrado em Desenvolvimento e Planejamento Territorial da PUC Goiás | e-ISSN 2448-0460 | Qualis B4