POTENCIALIDADES REGIONAIS PARA A ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA NA BAIXADA FLUMINENSE, RIO DE JANEIRO

Mauro Rezende Cunha, Caíque de Oliveira Fernandes Concolato, José André Villas Boas Mello

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de analisar os dados referentes aos sistemas solares fotovoltaicos no Brasil, com enfoque para os municípios da Baixada Fluminense do Estado do Rio de Janeiro. Através de uma analise exploratória levanta informações sobre as características dos geradores de energia solar fotovoltaica, como quantidade de instalações, número de módulos, potência instalada, entre outros componentes que auxiliam na análise do panorama atual nessa região do Rio de Janeiro. O trabalho discute a situação da exploração dos dados disponíveis acerca da capacidade instalada per capita em conjunto com uma análise do recurso solar em cada uma dessas localidades, através da identificação da irradiância solar, que permite melhor desempenho dos módulos fotovoltaicos. O resultado desse estudo apresenta os fatores que levaram os lugares com melhores índices de aproveitamento de energia solar a atingir a esse posto, contribuindo para o desenvolvimento urbano em suas regiões.

Palavras-chave


Energias renováveis; Fotovoltaico; Desafio energético; Desenvolvimento tecnológico; Desenvolvimento de mercado.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLAM, Z. Enhancing Renewable Energy Adoption in Megacities through Energy Diversification, Land Fragmentation and Fiscal Mechanisms. Sustainable Cities and Society, 101841, 2019.

ANDREWS-SPEED, P.; ZHANG, S. Renewable energy finance in China. Renewable Energy Finance: Powering The Future, 2015. p. 173-194.

BASTOS, E. V. P.; GUIMARÃES, J. C. F. de; SEVERO, E. A. Modelo de regressão linear para análise de investimentos em uma empresa do ramo petrolífero. Revista Produção e Desenvolvimento, v. 1, n. 1, p. 77-88, 2015.

ANEEL. Disponível em: ANEEL.GOV.BR: http://www.aneel.gov.br/outorgas/geracao/-/asset_publisher/mJhnKIi7qcJG/content/registro-de-central-geradora-de-capacidade-reduzida/655808?inheritRedirect=false&redirect=http%3A%2F%2Fwww.aneel.gov.br%2Foutorgas%2Fgeracao%3Fp_p_id%3D101_INSTANCE_mJhnKIi7qc, 2018

ÇOBAN, O.; YORGANCILA, F. N.; ÇOBAN, A. Relationship between renewable energy consumption and sustainable economic growth: the case of Turkey. In 2018 International Conference and Utility Exhibition on Green Energy for Sustainable Development (ICUE), 2018. p. 1-6.

EGPEnergia. Atlas Rio Solar – Atlas Solarimétrico do estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio, 2016.

EPE. Anuário Estatístico de Energia Elétrica, 2018.

FIRMES, V. P.; SILVA, A.; CHAVES, G. D. L. D.; CELESTE, W. C. Uma análise do consumo de energia elétrica na UFES-campus São Mateus. Latin American Journal of Energy Research, v. 5, n. 2, p. 1-11, 2019.

FREITAS, S.; REINHART, C.; BRITO, M. Minimizing storage needs for large scale photovoltaics in the urban environment. Solar Energy, 2018.

GÓMEZ, J. M.; CARLESSO, F.; VIEIRA, L. E.; SILVA, L. Solar Irradiance: basic concepts. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 40, n. 3, 2018.

HAUSER, P.; HEINRICHS, H. U.; GILLESSEN, B.; Müller, T. Implications of diversification strategies in the European natural gas market for the German energy system. Energy, v. 151, p. 442-454, 2018.

INPE. Atlas Brasileiro de Energia Solar, 2018.

INTER SOLAR. Global Market Outlook For Solar Power, 2016 – 2020, 2016.

IRENA. Renewable Power Generation Costs in 2017, 2018.

JÄGER-WALDAU, A. (2017). Snapshot of photovoltaics. Sustainability, 9(5), 783.

MAJI, I. K. Impact of clean energy and inclusive development on CO2 emissions in sub-Saharan Africa. Journal of Cleaner Production, v. 240, p. 118-186, 2019.

MIRANDA, V. S. A Lei Alemã de Fontes Renováveis de Energia em Confronto com a Resolução Normativa nº 482/2012 da ANEEL, 2012.

MOHAJERI, N.; PERERA, A. T. D.; COCCOLO, S.; MOSCA, L.; LE GUEN, M.; SCARTEZZINI, J. L. Integrating urban form and distributed energy systems: Assessment of sustainable development scenarios for a Swiss village to 2050. Renewable Energy, v. 143, p. 810-826, 2019.

NITSENKO, V.; MARDANI, A.; STREIMIKIS, J.; SHKRABAK, I.; KLOPOV, I.; NOVOMLYNETS, O.; PODOLSKA, O. Criteria for Evaluation of Efficiency of Energy Transformation Based on Renewable Energy Sources. Montenegrin Journal of Economics, v. 14, n. 4, p. 237-247, 2018.

OLSZEWSKI, R.; PAŁKA, P.; WENDLAND, A.; KAMIŃSKI, J. A Multi-Agent Social Gamification Model to Guide Sustainable Urban Photovoltaic Panels Installation Policies. Energies, v. 12, n. 15, 2019.

PAULISTA, C. R.; MACHADO, T. S.; RANGEL, J. J. A. Análise da expansão da geração elétrica fotovoltaica e emissões de dióxido de carbono. Revista Produção e Desenvolvimento, v. 3, n. 1, p. 12-25, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.32358/rpd.2017.v3.208. Acesso em: 15 abr. 2019.

PASQUALOTTO, B.; LAZZARI, L. S.; BRANDALISE, L. T.; BERTOLINI, G. R. F. A utilização de placas fotovoltaicas como vantagem competitiva/The use of photovoltaic panels as a competitive advantage. Brazilian Journal of Development, v. 5, n. 1, p. 46-66, 2018.

RODRÍGUEZ-MONROY, C.; MÁRMOL-ACITORES, G.; NILSSON-CIFUENTES, G. Electricity generation in Chile using non-conventional renewable energy sources–A focus on biomass. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v. 81, p. 937-945, 2018.

SHAHBAZ, M.; GOZGOR, G.; HAMMOUDEH, S. Human capital and export diversification as new determinants of energy demand in the United States. Energy Economics, v. 78, p. 335-349, 2019.

SILVA, A. A. L.; STRADIOTTO, A.; SAGGIN, A. C.; BRANDALISE, L. T. Análise da percepção ambiental e do potencial do painel fotovoltaico na perspectiva de avicultores de Toledo-PR. Revista Produção e Desenvolvimento, v. 3, n. 1, p. 80-98, 2017.

SILVA, P. P.; DANTAS, G.; PEREIRA, G. I.; CÂMARA, L.; DE CASTRO, N. J. Photovoltaic distributed generation–An international review on diffusion, support policies, and electricity sector regulatory adaptation. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v. 103, p. 30-39, 2019.

SOLARGIS. Disponível em: SOLARGIS.COM: https://apps.solargis.com/prospect, 2019.

STEFANELLO, C.; MARANGONI, F.; ZEFERINO, C. L. A importância das Políticas Públicas para o Fomento da Energia Solar Fotovoltaica no Brasil, 2018.

UNITED NATIONS DEPARTMENT OF ECONOMIC AND SOCIAL AFFAIRS, P. D. World Urbanization Prospects: The 2018 Revision, 2018.

JANNUZZI, G. M. Além de grandes hidrelétricas: políticas para fontes renováveis de energia elétrica no Brasil. Sumário WWF Brazil, 2012.

ZANDER, K. K.; SIMPSON, G.; MATHEW, S.; NEPAL, R.; GARNETT, S. T. Preferences for and potential impacts of financial incentives to install residential rooftop solar photovoltaic systems in Australia. Journal of Cleaner Production, v. 230, p. 328-338, 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/baru.v5i2.7857

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rodapé - Barú
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


BARU | Revista Brasileira de Assuntos Regionais e Urbanos | Mestrado em Desenvolvimento e Planejamento Territorial da PUC Goiás | e-ISSN 2448-0460 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (24/08/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.