NUANCES DO SETOR SUL EM GOIÂNIA: DO PLANEJAMENTO À DESCARACTERIZAÇÃO

Jeferson de Castro Vieira, Adsson José Rodrigues Luz, Gean Pablo Ázara Souza, Stéfanny Karinny Souza França, Éricka Kiarelli Ribeiro Ázara Souza

Resumo


O objetivo do presente artigo é tratar da questão da descaracterização do Setor Sul, situado no município de Goiânia, Goiás. Com a dinâmica de implantação da capital, nota-se que esse setor vivenciou, durante o processo de criação e desenvolvimento, nuances de criatividade e utopia, já que não conquistou o layout rubricado por Attilio Corrêa Lima e Armando de Godoy, tornando-se, assim, uma região exposta ao despautério de uma gestão pública equivocada, o que provocou um processo de ocupação desigual e furtivo no que tange à apropriação coletiva dos espaços públicos e à edificação das residências ali estabelecidas.

Palavras-chave


Planejamento Urbano; Cidade-jardim; Descaracterização; Goiânia; Setor Sul.

Texto completo:

PDF

Referências


ARRAIS, Tadeu Alencar. Seis modos de ver a cidade. Goiânia: Cânoe Editorial, 2017.

ALVARES, Geraldo Teixeira. A Luta na Epopéia de Goiânia: uma obra da engenharia nacional. Rio de Janeiro: Oficina Gráfica do Jornal do Brasil, 1942.

ALVARES, Geraldo Teixeira. E assim nasceu uma linda cidade no sertão. Correio da Noite, , Rio de Janeiro, 1942.

CORRÊA LIMA, Attilio. Goiânia. Arquitetura e Urbanismo, ano 2. Rio de Janeiro, 1937.

CHOAY, Françoise. O Urbanismo – utopias e realidades, uma antologia. 5. ed. São Paulo: Editora Perspectiva SA, 1998.

FRADKINMCALPIN. 2017. Disponível em: http://www.fradkinmcalpin.com/portfolio/8-radburn- plan01.jpg. Acesso em: 20 jan. 2018.

GARCIA, Natália. Os jardins invisíveis de Goiânia. Revista Superinteressante, Editora Abril, São Paulo: 30 de maio de 2014. Mensal. Disponível em: http://super.abril.com.br/blogs/cidadesparapessoas/2014/05/30/os-jardins-invisiveis-de-goiania/. Acesso em: 20 jan. 2018.

GOMES, Paulo César da Costa. A condição urbana: ensaios de geopolítica da cidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002.

GODOY, A. A. de. A Urbs e seus problemas. Rio de Janeiro, Jornal do Comércio, 1943.

GRAEFF, Edgard. Goiânia: 50 anos. Série: Oito vertentes e dois momentos de síntese da arquitetura brasileira. Brasília: MEC-SESU, 1985.

HARVEY, David. Cidades Rebeldes: do direito à cidade à revolução urbana. Trad. Jefferson Camargo. São Paulo, SP: Martins Fontes, 2014.

HARVEY, David. Cidades Rebeldes: do direito à cidade à revolução urbana. São Paulo, SP: Martins Fontes, 2014.

HOWARD, Ebenezer. Cidades-Jardins de amanhã. São Paulo, Estudos Urbanos: Hucitec, 1996, p. 116.

LEFEBVRE, Henry. O Direito à Cidade. São Paulo: Centauro, 2016.

MANSO, Celina Fernandes Almeida. Goiânia: Uma Concepção Urbana e Moderna – Um Certo Olhar. Goiânia: Edição do autor, 2001.

MONBEIG, Pierre. O estudo geográfico das cidades brasileiras. Boletim Geográfico. Revista do Arquivo Municipal de São Paulo, São Paulo, Ano VII, v. 73, jan. 1941.

MORAES, Lucia Maria. A Segregação Planejada: Goiânia, Brasília e Palmas. 1. ed. Goiânia: Editora da UCG, v. 01, 2003. 270 p.

MOTA, Juliana Costa. O Setor Sul: o espaço público abandonado. SEMINÁRIO DO-CO-MO.MO. Anais [...]. Disponível em: http://www.docomomo.org.br/seminario%203%20pdfs/subtema_B5F/Juliana_mota.pdf . Acesso em: 20 jan. 2018.

MOURA, Ana Amélia de Paula. Armando de Godoy e sua atuação no planejamento urbano de Goiânia - O caso do Setor Sul: concepção urbanística versus apropriação do espaço, Seminário da História da cidade e urbanismo, v. 11, n. 10, 2010. Disponível em: http://www.anpur.org.br/revista/rbeur/index.php/shcu/article/view/1295/1269. Acesso em: 20 jan. 2018.

MOYSES, Aristides. Contradições de uma Cidade Planejada no Planalto Central brasileiro: segregação sócio-territorial em Goiânia. Tese (Doutorado) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, Brasil, 2001.

MOYSÉS, Aristides. Goiânia, metrópole não planejada. Goiânia: Editora da UCG, 2004.

MUMFORD, Lewis. A cultura das cidades. Belo Horizonte: Itatiaia, 1961.

MUMFORD, Lewis. Arquitetura, Construção e Urbanismo. Lisboa: Ed. Fundo de Cultura, 1956.

MUMFORD, Lewis. A cidade na história. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

OLIVEIRA, Adão Francisco. A Reprodução do Espaço Urbano de Goiânia: uma cidade para o capital. In: MOYSES, Aristides. Cidade, segregação urbana e planejamento. Goiânia: Ed. da UCG, 2005.

PECHMAN, Robert Moses. Cidades estritamente vigiadas: o detetive e o Urbanista. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2002. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=NONgCduOWAcC&pg=PA211&redir_esc=y#v=onepage&q&f=false. Acesso em: 20 jan. 2018.

PDIG/2000. Plano de Desenvolvimento Integrado de Goiânia, 2000. Antecedentes Históricos. Goiânia, 1992.

RIBEIRO, Maria Eliana Jubé. Goiânia os planos, a cidade e o sistema de áreas verdes. Goiânia: Ed. da UCG, 2004.

SABOYA, Renato. Ebenezer Howard e a Cidade-Jardim, Urbanidades, Urbanismo, Planejamento urbano e planos Diretores. Disponível em: http://urbanidades.arq.br/2008/10/ebenezer-howard-e-a-cidade-jardim/. Acesso em: 20 jan. 2018.

SANTOS, Milton. Por uma geografia nova: da crítica da geografia a uma geografia crítica. 6. ed. São Paulo: Editora da Universidade Federal de São Paulo, 2004.

SAQUET, Marcos Aurélio; SILVA, Sueli Santos da. Milton Santos: concepção de geografia, espaço e território. GeoUERJ, ano 10, v. 2, n. 18, 2008. Disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/geouerj/article/viewFile/1389/1179. Acesso em: 20 jan. 2018.

SEGAWA, Hugo. Arquiteturas no Brasil. São Paulo: Edusp, 1999.

SOJA, Edward W. Postmetropolis. Critical Studies of cities and regions. Oxford, Blackwell, 2001.

SOUZA, Marcelo Lopes de. Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial. 1. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. 2013.

URBANIDADES. 2017. Disponível em: http://urbanidades.arq.br/bancodeimagens/displayimage.php?album=5&pos=2. Acesso em: 20 jan. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/baru.v5i2.7880

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rodapé - Barú
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


BARU | Revista Brasileira de Assuntos Regionais e Urbanos | Mestrado em Desenvolvimento e Planejamento Territorial da PUC Goiás | e-ISSN 2448-0460 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (24/08/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.