The Maternal Archetype in Transience Symbolic and Mythical

Kelly Thaysy Lopes Nascimento, Fabrício Possebon

Resumo


O ARQUÉTIPO MATERNO EM TRANSITORIEDADE SIMBÓLICA E MÍTICA

Resumo: reconhecemos nas tradições antigas a origem das narrativas míticas. Neste período a relação com o sagrado estava intrinsecamente presente no cotidiano, não havia distinção entre o sagrado e o profano, pois suas atividades se condicionavam ao divino de tal modo que nos primórdios a relação da criação das plantas, tudo o que surgia da terra para a sobrevivência era representada pela Mãe quando a associavam ao poder fecundante. Deste modo encontramos a Mãe como representação divina, assim como também há uma identificação dos animais quando são reverenciados pela sua força e também quando são o alimento. O seu sacrifício indicava uma sacralidade e este episódio se dava ritualmente. Este ensaio pretende observar a partir das tradições antigas, na experiência com o sagrado, as relações simbólicas originárias com o feminino, buscando de forma introdutória a compreensão da trajetória do feminino no espaço religioso. Metodologicamente utilizamos da hermenêutica simbólica e comparada de Mircea Eliade principalmente em suas obras: O sagrado e o profano e O mito do eterno retorno.

Palavras-chave: Sagrado. Mãe. Serpente. Deusa-Mãe. Vida.

Abstract: the origin of mythic narrative is recognized in all ancient traditions. During this period its relationship with the sacred was intrinsically present in everyday acts, without any distinction between the sacred and the profane because their activities were conditioned with divine in such a way that in the early stages the relation of the cultivation of plants and everything that came from the groud, the earth for the survival, was a depiction, a portrayal of Mother when she was related to fertilizing streghth. This way we find the Mother as a divine portrayal, the same way as there is also an identification of animals in such a way when they are food, nourishment. Their sacrifice indicated a sacral idea and that episode ocurred in a ritual, ceremony. Our main objective was to analise the ancient traditions, the experience with the sacred, symbolic relationships originating with women seeking an introductory way the understanding of women's history in the religious space. Methodologically, it was used the comparative and symbolic hermeneutics of Mircea Eliade, mainly in its titles “The sacred and the profane” and “The myth of the eternal return”, as well as an effort to interlace the vision that leads, indicates according to Carlo Ginsburg in the interpretative understanding of critique hermeneutics, in other words, throughout the clues found in the texts.

Keywords: Sacred. Mother. Goddess-mother. Life.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v15i1.5962

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Kelly Thaysy Lopes Nascimento, Fabrício Possebon

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


CAMINHOS | Revista do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-778X | Qualis B1

Visitantes - (01/01/2006 - 15/10/2018)

País Usuários
Brasil 36.086 - 93,62%
Estados Unidos 679 - 1,76%
França 263 - 0,68%
Portugal 157 - 0,41%
Coréia do Sul 118 - 0,31%
Reino Unido 102 - 0,26%
Alemanha 83 - 0,22%
México 76 - 0,20%
Moçambique 65 - 0,17%
Total 38.922

Fonte: Google Analytics.