NUANÇAS POLÍTICAS ENTRE A TELEVISÃO E A ASSISTÊNCIA SOCIAL CATÓLICAS: CANÇÃO NOVA E CARITAS BRASILEIRA

André Ricardo de Souza, Giulliano Placeres

Resumo


A atividade assistencial é a mais antiga e tradicional associada à religião como um todo e ao catolicismo em particular, enquanto a atividade televisiva é uma das mais novas e modernas. No Brasil, a maior emissora de TVcatólica é a Canção Nova,ao passo que a organização vinculada à igreja que mais se dedica ao trabalho assistencial é a unidade nacional da Cáritas. Ambas têm grande abrangência no país, respaldo da CNBB e também significativa trajetória relacionada com a política secular. Enquanto a Canção Nova prossegue sendo bastante identificada com Renovação Carismática Católica, a Cáritas Brasileira se pauta em grande medida pela Teologia da libertação. Produzido a partir de trabalho de campo e sistemática consulta bibliográfica, o artigo avalia como essas duas importantes organizações católicas expressam atualmente a maleabilidade do catolicismo brasileiro em termos políticos e ideológicos.

Palavras-chave


Catolicismo nacional; Trabalho assistencial; Atividade televisiva; Cáritas Brasileira; Rede Canção Nova de Televisão; National Catholicism; Assistance work; Television activity; Cáritas Brasileira; Rede Canção Nova de Televisão.

Texto completo:

PDF

Referências


AZZI, Riolando. O exercício da caridade na sociedade brasileira (mimeo). Rio de Janeiro, CEHILA, 1994.

ABIB, Jonas. Canção Nova: uma obra de Deus. São Paulo, Edições Loyola e Comunidade Canção Nova, 2000.

ADAMS, Telmo. Prática social e formação para a cidadania: Cáritas do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, EDIPUCRS, 2001.

BERTUCCI, Ademar de Andrade; SILVA, Roberto Marinho Alves. 20 anos de economia popular solidária: trajetória da Cáritas Brasileira dos PACs à EPS. Brasília, Cáritas Brasileira, 2003.

BETTO, Frei. A mosca azul: reflexões sobre o poder. Rio de Janeiro, Rocco, 2006.

BRAGA, Antônio Mendes da Costa. TV Católica Canção Nova: “providência e compromisso” X “mercado e consumismo”. Religião & Sociedade, Rio de Janeiro, Iser, v. 24, nº 1, out. pp.113-123, 2004.

BRASIL. Decreto nº 95.470, de 11 de dezembro de 1987. Outorga Concessão ã FUNDAÇÃO JOÃO PAULO II- para explorar serviço de radiodifusão sonora em onda curta na cidade de Cachoeira Paulista, Estado de São Paulo. Diário Oficial, Brasília, DF, 11 dez. 1987. Seção 1, p. 21546.

CERIS. Obras sociais da Igreja Católica: atividades das instituições socioeducativas e das paróquias. São Paulo, Loyola e Anamec, 2000.

CNBB. Obras sociais da Igreja no Brasil. Estudos da CNBB. São Paulo, Paulinas, nº 34, 1983.

CARRANZA, Brenda; MARIZ, Cecília; CAMURÇA, Marcelo (orgs). Novas comunidades católicas: em busca do espaço pós-moderno. Aparecida, Ideias & Letras, 2009.

CÁRITAS BRASILEIRA. Mística e metodologia d caridade libertadora. São Paulo, Loyola, 1991.

COMBLIN, José. O caminho: ensaio sobre o seguimento de Jesus. São Paulo, Paulus, 2004.

CUSTÓDIO, Flávio Maia. Urbi et Orbi: Uma análise da programação televisual de duas emissoras de TV Católicas – Canção Nova e TV Aparecida. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica), Pontifícia. Universidade Católica de São Paulo, 2013.

DELLA CAVA, Ralph & MONTERO, Paula. E o verbo se faz imagem: Igreja Católica e os meios de comunicação no Brasil, 1962-1989. Petrópolis. Vozes, 1991.

FRANCO, Renato. Pobreza e caridade leiga: as Santas Casas de Misericórdia na América portuguesa. Tese de doutorado em história. São Paulo, USP, 2011.

IAMAMOTO, Marilda e CARVALHO, Raul. Relações sociais e serviço social no Brasil: esboço de um a interpretação histórico-metodológica. São Paulo, Cortez; Lima, Peru, Celats, 1982.

MARIANO, Ricardo. Usos do marketing por neopentecostais e católicos. Síntese Nova Fase, Brasília, nº 3/4, pp. 61-72, 1998.

MOTTER, Paulino. A batalha invisível da Constituinte: interesses privados versus caráter público radiodifusão no Brasil. Dissertação de mestrado em Ciência Política e Relações Internacionais. UnB, Brasília, 1994.

NOVAES, Regina. Juventude e ação social católica no Rio de Janeiro: resultados de pesquisa”. In: Landim, Leilah (org.). Ações em sociedade: militâncias, caridade, assistência, etc. Rio de Janeiro, Nau, p. 89-125, 1998.

PRANDI, Reginaldo; SOUZA, André Ricardo de. A carismática despolitização da Igreja Católica. In: PRANDI, Reginaldo; PIERUCCI, Antônio Flávio (Orgs.). A realidade social das religiões no Brasil. São Paulo, Hucitec, 1996.

PRANDI, Reginaldo. Um sopro do espírito: a renovação conservadora do catolicismo carismático. São Paulo, Edusp e Fapesp, 1997.

SANTOS, Carlos Roberto Praxedes dos. A TV pública não pública: como surgem e se mantêm as televisões não comercias de Santa Catarina. Tese (Doutorado em Comunicação e Linguagens) - Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, 2017.

SOUZA, André Ricardo de. Igreja in concert: padres cantores, mídia e marketing. São Paulo, Annablume e Fapesp, 2005.

SOUZA, André Ricardo de. Os laços entre igreja, governo e economia solidária. São Carlos, EDUFSCar, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v16i1.6363

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 André Ricardo de Souza, Giulliano Placeres

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


CAMINHOS | Revista do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-778X | Qualis B1

Visitantes - (01/01/2006 - 20/11/2018)
País Usuários
Brasil 39.977 - 93,63%
Estados Unidos 813 - 1,90%
França 286 - 0,67%
Portugal 190 - 0,44%
Coréia do Sul 127 - 0,30%
Alemanha 87 - 0,20%
Reino Unido 82 - 0,19%
México 78 - 0,18%
Moçambique 69 - 0,16%
Total 43.121

Fonte: Google Analytics.