A Recepção da Obra e o Leitor Jovem: uma (nem) tão difícil conjugação

Eliana Gabriel Aires

Resumo


Resumo: este artigo pretende discutir a recepção do texto literário, descrevendo situações que induzem os jovens leitores a dar respostas criativas em interações dialógicas. Este levantamento refere-se a duas novelas juvenis de autoria da brasileira Lygia Bojunga Nunes, Paisagem e Fazendo Ana Paz. As ficções de Lygia Bojunga, valendo-se de uma linguagem de múltiplas significações, frequentemente exigem um leitor especial, capaz de preencher as lacunas do texto e, mesmo, reconhecer-se na trama. Decidimos ouvir esse leitor, deixando-o falar de sua vida e de seus objetivos, verificando como a leitura das novelas de Bojunga influenciou seu modo de pensar e de agir.

Palavras-chave: Leitura. Leitor. Novela juvenil. Recepção. Escola.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v15i2.2522

Direitos autorais

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis B1

Visitantes - (01/01/2006 - 18/06/2019)
País Usuários
Brasil 23.489
Estados Unidos 762
Portugual 366
França 293
Moçambique 204
Angola 184
Espanha 75
Reino Unido 67
México 46
Total 26.138

Fonte: Google Analytics.