A Linguagem como Mediadora na Constituição da Memória e da Identidade na Infância

Sônia Santana da Costa

Resumo


Resumo: nesse artigo procuro, a partir das obras de Vigotski, Luria, Pollak, Halbwachs, Bosi e outros, compreender o processo de constituição do sentimento de identidade na
infância a partir, prioritariamente, das categorias linguagem, memória e identidade. Discuto ainda como a escola pode desenvolver atividades que contribuam para que
o aluno apreenda de forma crítica e reflexiva o contexto em que está inserido e assim possa desenvolver de forma positiva seu sentimento de identidade e se perceber como
sujeito que faz sua história e por meio dela se faz.
Palavras-chave: Infânica. Identidade. Linguagem. Memória.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v16i2.3090

Direitos autorais

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis B1

Visitantes - (01/01/2006 - 18/06/2019)
País Usuários
Brasil 23.489
Estados Unidos 762
Portugual 366
França 293
Moçambique 204
Angola 184
Espanha 75
Reino Unido 67
México 46
Total 26.138

Fonte: Google Analytics.