A Educação Escolar e os processos de enfrentamento da realidade urbana por jovens da periferia

Aldimar Jacinto Duarte

Resumo


Resumo: No presente trabalho procura-se entender a relação que dois grupos de jovens pertencentes à camada de habitantes em bairros da periferia, situados na região leste de Goiânia, estabelecem com a escola. Analisam-se os processos formativos em que os jovens estão inseridos e os sentidos que atribuem à educação escolar. Busca-se analisar a condição de jovens residentes na região leste da cidade, estudantes ou evadidos da escola, oriundos de famílias que possuem uma experiência recente de escolarização e de pais que exercem ocupações profissionais de natureza manual. Discute-se a instituição escolar na perspectiva dos jovens e se ela proporciona, ou não,
um conjunto de conhecimentos que possibilitem a esses agentes a inserção propositiva na disputa social, na construção do direito de viver dignamente na cidade e no bairro em que residem.

Palavras-chave: jovens, periferia, escolarização.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v17i1.3591

Direitos autorais

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis B1

Visitantes - (01/01/2006 - 01/08/2019)
País Usuários
Brasil 24.984
Estados Unidos 768
Portugual 385
França 296
Moçambique 215
Angola 200
Espanha 78
Reino Unido 68
México 49
Total 27.878

Fonte: Google Analytics.