A PEDAGOGIA DA AO DIRETA ENTRE REDES E RUAS: MEDIAES E INTERAES TECNOLGICAS

Gilson Leandro Queluz, Marilda Lopes Pinheiro Queluz

Resumo


Resumo: Este trabalho problematiza o uso da tecnologia e das mediações tecnológicas como processos socioculturais de produção coletiva do conhecimento e expressão criativa. A arte anarquista apresenta-se como instrumento de ação direta para a educação e propaganda, no espaço urbano e virtual, dos ideais de emancipação humana. Os coletivos de arte libertária colocam-se dentro de uma concepção anarquista de cultura como produto da humanidade e instrumento de construção da consciência individual e coletiva em busca da liberdade. Como referencial teórico utilizaremos Raymond Williams e seu questionamento do conceito de mediação para a compreensão das articulações entre base e superestrutura.

Palavras-chave: Mediações. Educação libertária. Tecnologia e cultura. Arte anarquista.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v18i1.4264

Direitos autorais 2015 Educativa

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis B1

Visitantes - (01/01/2006 - 18/06/2019)
País Usuários
Brasil 23.489
Estados Unidos 762
Portugual 366
França 293
Moçambique 204
Angola 184
Espanha 75
Reino Unido 67
México 46
Total 26.138

Fonte: Google Analytics.