A Ideia de Liberdade em Steiner: fundamentos de uma educação fenomenológica

Jonas Bach Júnior, Tania Stoltz, Marcelo da Veiga

Resumo


Resumo: este artigo apresenta a concepção de liberdade em Steiner que é estruturada pela teoria fenomenológica do conhecimento baseada em Goethe. Compreender as leis
do conhecimento é um pré-requisito, antes de haver um suporte às ações no mundo.
O estado de exceção na observação do pensar fundamenta o passo inicial de um individualismo ético. A inversão da regra de ouro pode ser facilmente mal compreendida, ela é válida dentro de um processo de desenvolvimento do eu. Buscar o ideal da própria individualidade é um processo existencial que faz parte da autoeducação dos docentes.
Palavras-chave: liberdade. Pedagogia Waldorf. Steiner. fenomenologia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v16i1.2769

Direitos autorais

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis B1

Visitantes - (01/01/2006 - 18/06/2019)
País Usuários
Brasil 23.489
Estados Unidos 762
Portugual 366
França 293
Moçambique 204
Angola 184
Espanha 75
Reino Unido 67
México 46
Total 26.138

Fonte: Google Analytics.