Reflections upon the Mandatory Internships on Mathematics Teacher Training Undergraduate Courses

Dalva Eterna Gonçalves Rosa, Ana Paula de Almeida Saraiva Magalhães

Resumo


Abstract: this essay’s main objective is to present some of the results from a research which investigated the investigated the Mandatory Internship in Mathematics undergraduate teaching courses at a public university in the state of Goiás. Its goals were to comprehend how this specific curricular component encouraged the teachers-to-be’s reflective practices. The subjects analyzed were seven professors from the Mathematics teacher training program in seven different university units. They worked with MI in 2008 or 2009. The theoretical and methodological qualitative approach made this paper, and its documental analysis of surveys and reflective intervivews, possible. The context and data diagnosed that, on Mathematics teacher training undergraduate courses, the development of reflective teaching practices are still timid and isolated.

Reflexões sobre o estágio supervisionado nos cursos de Licenciatura em Matemática

Resumo: este artigo tem o objetivo de apresentar alguns resultados de pesquisa realizada sobre o Estágio Supervisionado nos Cursos de licenciatura em matemática de uma universidade pública do estado de Goiás. O objetivo da pesquisa foi compreender se esse componente curricular tem provocado a prática reflexiva dos licenciandos. Os sujeitos foram sete professores de licenciatura em matemática de sete unidades universitárias dessa instituição, que trabalharam com o Estágio Supervisionado em 2008 ou 2009. O enfoque teórico-metodológico qualitativo possibilitou a análise documental, de questionários e entrevistas de caráter reflexivo. No contexto investigado, ações para o desenvolvimento de práticas reflexivas na formação de professores de Matemática ainda são tímidas e isoladas.

Palavras-chave


Mandatory Internship; Reflective Practice; Teachers Formation; Undergraduate Mathematics Course; estágio supervisionado; prática reflexiva; formação de professores; matemática; licenciatura.

Texto completo:

PDF

Referências


ALARCÃO, I. Reflexão crítica sobre o pensamento de D. Schön e os programas de formação de professores. In: ALARCÃO, I. (Org.). Formação reflexiva de professores: estratégias de Supervisão. Porto: Porto Editora, 1996a.

ALARCÃO, I. Ser professor reflexivo. In: ALARCÃO, I. (Org.). Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. Porto: Porto Editora, 1996b.

ALARCÃO, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

AMARAL, M. J; MOREIRA, M. A; RIBEIRO, M. O papel do supervisor no desenvolvimento reflexivo do professor. In: ALARCÃO, I. (Org.). Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. Porto: Porto Editora, 1996.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Tradução Luís A. Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para formação de Professores da Educação Básica, em Nível Superior, curso de Licenciatura, de Graduação plena; Brasília. PARECER CNE/CP 009/2001.

COCHARAN-SMITH, M; LYTLE, S. L. Relações entre conhecimento e prática: aprendizado de professores em comunidades. In: Review of Research in Education. V. 24, Issue 1, p. 249 – 305, 2016. Tradução GEPFPM (FE / Unicamp).

CONTRERAS J. A autonomia de professores. Tradução Sandra T. Valenzuela. São Paulo: Cortez, 2002.

FIORENTINI, D. A didática e a prática de ensino mediadas pela investigação sobre a prática. In: ROMANOWSKI, J.P. et al. (Org.). Conhecimento local e conhecimento universal: pesquisa, didática e ação docente. Curitiba, Champanhat, 2004.

GIROUX, H. A. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Tradução Daniel Bueno. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

GUIMARÃES, V.S.; ROSA, D.E.G. A prática e os estágios curriculares nos cursos de licenciatura. XIII ENDIPE, Recife, 2006. Disponível: http://endipe.pro.br/anteriores/13/paineis/paineis_autor/T1348-1.doc. Acesso em: 10/08/17.

GÓMEZ. A. P. A formação do professor como um profissional reflexivo. In Nóvoa A. (Org.). Os Professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997.

IMBERNÓN, Francisco. La formación del professorado. Barcelona: Paidós Iberica, 1997.

KEMMIS, Stephen. Critical Reflection. In: WIDEEN, M. F; ANDREWS, I. Staff development for school improvement. Library of Congress Cataloging In Publication Data. Philadelphia: Imago Publishing, 1987.

LUDKE, M.; ANDRÈ; M. E. D. A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 2013.

MARCELO, GARCIA, C. A formação de professores: novas perspectivas baseadas na investigação sobre o pensamento do professor In. Nóvoa A. (Org). Os professores e sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1997.

OLIVEIRA, I. SERRAZINA, L. A reflexão e o professor como investigador. In: GRUPO DE TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO - GTI (Org.). Reflectir e Investigar sobre a prática profissional. Lisboa: APM, 2002. p. 29-42. Disponível em: http://apm.pt/files/127552_gti2002_art_pp29-42_49c770d5d8245.pdf. Acesso em: 04 ago. 2016.

PAIVA, M. A. V. Saberes do professor de Matemática: Uma reflexão sobre a licenciatura. In: Educação Matemática em revista. Ano 09, n. 11 A, p. 95 - 104. Abril, 2002.

PEREZ, G. Formação de professores de matemática sob a perspectiva do desenvolvimento profissional. In BICUDO, M. A. V. (Org.). Pesquisa em Educação Matemática: concepções & perspectivas. São Paulo: UNESP, 1999.

PICONEZ, S. C. B. A prática de ensino e o estágio supervisionado: a aproximação da realidade escolar e a prática da reflexão. In: Stela C. B. Piconez (Org.). A prática de ensino e o estágio supervisionado. 24ª. ed. Campinas: Papirus, 2013.

PIMENTA, S. G. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? 11 ed. São Paulo: Cortez, 2012.

PIMENTA, S. G; GHEDIN. E. (Org.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. 6ª. Ed. São Paulo: Cortez, 2010.

SACRISTÁN J. G. Poderes Instáveis em Educação. Trad. Beatriz A. Neves, Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999.

SZYMANSKI, H. Entrevista Reflexiva: um olhar psicológico sobre a entrevista em pesquisa. In: ALMEIDA, L. R.; BRANDINI, R. C. A. R. A HELOISA. S. (Org.). A entrevista na pesquisa em Educação: a prática reflexiva. Brasília: Liber Livro Editora, 2004 (Série Pesquisa em Educação, 4).

VÁSQUEZ, A. S. Fifosofia da práxis. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

ZEICHNER, K.; LISTON, D. Teaching student teachers to reflect. Harvard Educational Review, n. 57, p. 23-48, 1987.

ZEICHNER, K. Novos caminhos para o practicum: uma perspectiva para os anos 90. In: NÓVOA, A. (Org.). Os Professores e a sua Formação. p. 115-138, Lisboa: Dom Quixote, 1992.

ZEICHNER, K. Uma análise crítica sobre a “reflexão” como conceito estruturante na formação docente. In: Educação & Sociedade. Campinas: CEDES, n. 103, vol. 29. 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v20i2.6241

Direitos autorais 2018 Dalva Eterna Gonçalves Rosa, Ana Paula de Almeida Saraiva Magalhães

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis B1

Flag Counter