Limites e Possibilidades Para Implementação da Modalidade EaD na Universidade Federal de Goiás – Regional Jataí

Andrea Cristina Versuti, Patrícia Moraes Veado

Resumo


este artigo objetivou verificar os limites e possibilidades para a implementação da modalidade de Educação a Distância na Universidade Federal de Goiás em sua Regional Jataí. Para tanto, uma pesquisa qualitativa foi realizada por meio da análise documental do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI). Foram analisados os dados contidos no site do Centro Integrado de Aprendizagem em Rede e do Relatório de Autoavaliação Institucional da UFG. Como resultado, verificamos que apesar das metas do PDI indicarem possibilidades para a implementação da modalidade, os demais dados objetivos demonstram seus principais limites, dentre os quais, destaca-se a carência de recursos tecnológicos adequados para a viabilização efetiva da modalidade.

Palavras-chave


Educação a distância; Universidade Federal de Goiás; Análise Documental; Plano de Desenvolvimento Institucional.

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (ABED). Censo EaD. BR 2015: Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil 2015. Curitiba: Ibpex, 2016. Disponível em: http://abed.org.br/arquivos/Censo_EAD_2015_POR.pdf. Acesso em: 10 out. 2016.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reta e Augusto Pinheiro Lisboa: Edições 70, 1977.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

CENTRO INTEGRADO DE APRENDIZAGEM EM REDE (CIAR). Site institucional. Disponível em: www.ciar.ufg.br. Acesso em: 28 abr. 2015.

GATTI, B.; ANDRÉ, M. A relevância dos métodos de pesquisa qualitativa em educação no Brasil. In: WELLER, W.; PFAFF, N. (orgs.). Metodologias da pesquisa qualitativa em Educação. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em ciências sociais. 8. ed. RJ: Record, 2004.

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2011- 2015. Goiânia: UFG/Prodirh, 2016. Disponível em: https://www.prodirh.ufg.br/up/64/o/PROJETOPDI_04_06_12.pdf. Acesso em: 26 jun. 2016.

RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2013- 2014. Goiânia: UFG/CPA/CAVI, 2015.

RESOLUÇÃO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO (CONSUNI) n° 14/2009. Disponível em: http://sistemas.ufg.br/consultas_publicas/resolucoes/arquivos/Resolucao_CONSUNI_2009_0014.pdf>. Acesso em: 01 jan. 2017.

RICHARDSON, R. J. (org). Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2014.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v22i1.6336

Direitos autorais 2020 Andrea Cristina Versuti, Patrícia Moraes Veado

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.