Gestão Escolar: Enfoques Teóricos, Concepções e Formação Docente

Eveline da Silva Gontijo Moreira, Vanderleida Rosa de Freitas e Queiroz

Resumo


A gestão escolar é um trabalho de mediação com vistas ao cumprimento das finalidades educacionais, as quais podem assumir sentido destoante de uma orientação filosófica emancipadora. A reflexão sobre a gestão escolar torna-se importante contribuição aos processos de formação docente para o exercício desse trabalho. Entendemos que, sem a reflexão teórica e crítica, a gestão assume um caráter praticista e burocrático, alinhando-se facilmente à lógica neoliberal. Assim, a partir de uma perspectiva crítica, refletimos sobre a gestão escolar, abordando os enfoques teóricos e as concepções a eles associados e aspectos relevantes da formação docente para a efetivação da práxis educativa.

Palavras-chave


Gestão escolar. Enfoques e Concepções de gestão. Formação docente. Práxis educativa.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília: Presidência da República, Casa Civil. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 22.abr. 2018.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Presidência da República, Casa Civil. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 22.abr. 2018.

BORDIGNON, Genuíno; GRACINDO, Regina Vinhaes. Gestão da educação: o município e a escola. In: FERREIRA, Naura Syria Carapeto; AGUIAR, Márcia Angela da S. (orgs). Gestão da educação: impasses, perspectivas e compromissos. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

DUARTE NETO, José Henrique. Epistemologia da Prática: fundamentos teóricos e epistemológicos orientadores da formação de professores que atuam na Educação Básica. Revista Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 10, n. 21, p. 48-69, 2013.

FERREIRA, Naura Syria Carapeto. Gestão democrática da educação: ressignificando conceitos e possibilidades. In: FERREIRA, Naura Syria Carapeto; AGUIAR, Márcia Angela da S. (orgs). Gestão da educação: impasses, perspectivas e compromissos. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: Alternativa, 2001.

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e gestão da escola: teoria e prática. 6. ed. rev. e ampl. São Paulo: Heccus Editora, 2015.

LÜCK, Heloísa. Dimensões de gestão escolar e suas competências. Curitiba: Positivo, 2009.

NORONHA, Olinda Maria. Epistemologia, formação de professores e práxis educativa transformadora. QUAESTIO, Sorocaba, SP, v. 12, p. 5-24, jul. 2010.

PARO, Vitor Henrique. Administração escolar: introdução crítica. 13. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

QUEIROZ, Vanderleida Rosa de Freitas e. O trabalho docente e sua dupla determinação. In: SOUZA, Ruth Catarina Cerqueira R. de; MAGALHÃES, Solange Martins Oliveira (orgs). Formação, profissionalização e trabalho docente: em defesa da qualidade social da educação. São Paulo: Mercado das Letras, 2016, p. 151-176.

SILVA, Josias Benevides da. Um olhar histórico sobre a gestão escolar. Educação em Revista, Marília, v. 8, n.1, p. 21-34, 2007.

SILVA, Kátia Augusta Curado Pinheiro Cordeiro da. A formação de professores na perspectiva crítico emancipadora. Linhas Críticas, Brasília, DF, v. 17, n. 32, p. 13-3, jan./abr. 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v22i1.7338

Direitos autorais 2020 Eveline da Silva Gontijo Moreira, Vanderleida Rosa de Freitas e Queiroz

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.