Esqueceram de Mim! o Que Dizem as Pesquisas Sobre o Atendimento em Creches no Brasil

Heloisa Helena Oliveira de Azevedo

Resumo


Este artigo apresenta parte de resultados de uma pesquisa sobre a profissionalização de professores de educação infantil no Brasil, que se propôs conhecer as atribuições profissionais colocadas aos professores de educação infantil. Mapeamos pesquisas que enfocassem a profissionalização desses professores, visando identificar implicações da formação profissional no desenvolvimento de seu trabalho pedagógico, na produção científica no período de 2007 a 2016, publicadas na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD). Apresentamos aqui os resultados de apenas um dos eixos de análise, a saber: as condições de trabalho e o atendimento oferecido nas instituições às crianças de zero a três anos.

Palavras-chave


Formação Profissional Docente; Educação Infantil; Crianças de zero a três anos; Creche; Condições de trabalho.

Referências


ARCE, Alessandra; JACOMELI, Mara Regina Martins (orgs.). Educação infantil Versus educação escolar: entre a (des)escolarização e a precarização do trabalho pedagógico nas salas de aula. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

AZEVEDO, H. H. O. de. Educação infantil e formação de professores: para além da separação cuidar-educar. São Paulo: Editora Unesp, 2013.

BIBLIOTECA Digital de Teses e Dissertações (BDTD). Disponível em: http://bdtd.ibict.br.

BRAGATTO, Ana Cristina. Professoras de crianças de 0 a 3 anos: dialogando sobre seus percursos formativos e os desafios enfrentados. 2013. 327f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Base Nacional Comum Curricular. Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 2016. (Versão Provisória)

CAMPOS, Maria Malta; CRUZ, Silvia Helena Vieira. Consulta sobre qualidade da educação infantil: o que pensam e querem os sujeitos deste direito. São Paulo: Cortez, 2006.

COTA, Tereza Cristina Monteiro. A gente é muita coisa para uma pessoa só: desvendando identidades de professores de creches. 2007. 122f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Belo Horizonte, MG, 2007.

CURADO, Márcia Helena Santos. Os saberes docentes dos professores de educação infantil no trabalho com as crianças de zero (00) a três (03) anos sob a perspectiva histórico-cultural: um estudo na Rede Municipal de Educação de Goiânia. 2009. 101f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Católica de Goiás. Goiânia, 2009.

FARIAS, Maria de Lourdes Soares Ornelas. Revelando a instância da letra. Revista da Academia de Cultura da Bahia, Salvador, v. 1, p. 189-197, 2005.

KUHLMANN JR. Moisés. Infância e educação infantil: uma abordagem histórica. Porto Alegre: Mediação, 1998.

MARCÍLIO, Maria Luiza: A roda dos expostos e a criança abandonada na História do Brasil. In: FREITAS, Marcos César de. História social da infância no Brasil (Org.). São Paulo: Cortez, 1997.

OLIVEIRA, Zilma de Moraes Ramos de. A universidade na formação dos profissionais de educação infantil. In: Por uma política de Formação dos Profissionais de Educação Infantil. Brasília: MEC, 1994. ENCONTRO TÉCNICO DE FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL - Instituto de Recursos Humanos João Pinheiro, Belo Horizonte, abril de 1994. (Trabalhos apresentados).

SALOMÃO, Guilherme Trevizoli. Quando a creche é espaço educativo, todos educam: as equipes de apoio em contextos de educação infantil. 2009. 124f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) –Universidade Estadual Paulista. Assis, SP, 2009.

SCRAMINGNON, Gabriela Barreto da Silva. Eu lamento, mas é isto que nós temos - O lugar da creche e de seus profissionais no município do Rio de Janeiro. 2011. 128f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.

SOUZA, Rosiris Pereira de. Educação infantil: políticas públicas e práticas educativas na pré-escola de escolas municipais de Ensino Fundamental em Goiânia. Dissertação. (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás. Goiânia, 2012.

SILVA, Andreia Cristina de Almeida. Educação nutricional institucionalizada: conhecimentos e práticas de agentes educacionais e professoras de ensino infantil de 0 a 3 anos. 2008. 135f. Dissertação (Mestrado em Alimentos e Nutrição) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Araraquara, SP, 2008.

VOLTARELLI, Monique Aparecida. Aprendizagem profissional da docência: que saberes o(a) professor(a) tem para atuar em creches? Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de São Carlos, SP, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v22i1.7722

Direitos autorais 2020 Heloisa Helena Oliveira de Azevedo

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EDUCATIVA | Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7771 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.