Estresse Ocupacional, Coping e Burnout

Ivone Félix de Sousa, Helenides Mendonça, Daniela Sacramento Zanini, Elias Nazareno

Resumo


Este artigo apresenta, de forma sistematizada, alguns estudos cientiàficos relacionados aos temas: estresse, burnout e coping. Esclarece a relacçao existente entre as tre?â??s variaàveis em questao e apresenta os possiàveis reflexos destas para a organizacçao e para o proàprio trabalhador. Busca, ainda, estudar as estrateàgias de enfrentamento a problemas que estao relacionadas ao papel moderador no desenvolvimento do burnout. Observou-se que o estresse deve ser evi- tado e, quando ele jaà existe, deve ser tratado antes que se torne cro?â??nico, pois esta pode ser a primeira etapa para o desenvolvimento do burnout. Eà importante destacar que seria interessante que os gestores desenvolvessem programas que possibilitem estrateàgias positivas de enfrentamento a problemas, pautadas nos aspectos moderadores, a partir de estudos que propiciem o conhecimento de seus colaboradores e evitem assim, o seu adoecimento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v36i1.1018

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 51.961
Estados Unidos 1.284
Portugal 818
França 246
Moçambique 238
Angola 171
Reino Unido 61
México 61
Espanha 60

Fonte: Google Analytics.