Justiça Organizacional e Bem-Estar Pessoal nas Organizações

Maria das Graças Torres da Paz, Eliana Elisabete Moreira Gosendo, Marina Campos Dessen, Roberta Guiedeville Vita Mourão

Resumo


A pesquisa objetiva identificar o impacto da percepcçao de justicça no bem-estar pessoal nas organizacçoes. Duas escalas foram aplicadas a 200 empregados de uma organizacçao e os resultados foram analisados por meio de anaàlises de regressao. Percepcçao de justicça distributiva eà o mais potente preditor do bem-estar. Sugere-se que novas investigacçoes sejam feitas contemplando maior nuàmero de organizacçoes, visando generalizar os resultados obtidos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v36i1.1020

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (01/01/2006 - 01/06/2019)
País Usuários
Brasil 43.582
Estados Unidos 1.240
Portugal 743
França 246
Moçambique 183
Angola 118
Reino Unido 60
Espanha 52
Chile 47
Total 47.204

Fonte: Google Analytics.