Experiência com atividades de venda e decodificação de expressões faciais

Raquel Santana Schiavon Sanchez, Francisco D. C. Mendes

Resumo


Este estudo é uma investigação sobre a influência da comunicação não-verbal para a eficiência de vender, através de uma análise da facilidade com que diferentes sujeitos percebem/reconhecem expressões faciais de emoções universais. Participaram deste experimento 15 vendedores de empresa varejista e de serviço e 100 alunos do curso de graduação em administração de uma universidade em Goiânia (GO). Foi aplicado um questionário e o teste Lendo Faces de Ekman (2003), que consiste em 14 fotos do rosto de um mesmo sujeito com as expressões de emoções faciais de tristeza, nojo, alegria, raiva, medo e desdenho. Não foi confirmada a hipótese de que quanto mais se sabe interpretar as expressões faciais de emoção, mais sucesso se tem em resultados de vendas, como é dito na literatura, embora todos os vendedores tendam a fazer uso da interpretação da comunicação não-verbal nas suas atividades diárias, como ficou demonstrado na pesquisa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v35i5.1103

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (01/01/2006 - 01/06/2019)
País Usuários
Brasil 43.582
Estados Unidos 1.240
Portugal 743
França 246
Moçambique 183
Angola 118
Reino Unido 60
Espanha 52
Chile 47
Total 47.204

Fonte: Google Analytics.