Influência do Estresse Agudo de Restrição sobre Processo Inflamatório Induzido pela Carragenina

Roberta Bristot Silvestrin, Karin Kieling, Giovana Duzzo Gamaro, Edna Sayuri Suyenaga, Patrícia Ardenghi

Resumo


O estresse é um fator ambiental que altera respostas fisiológicas envolvendo a liberação de corticóides e catecolaminas. Os glicocorticóides afetam o sistema imune.
O objetivo deste trabalho é avaliar o efeito do estresse agudo sobre o processo inflamatório em ratos estressados submetidos à  2h de restrição e controles. Após o estresse, foi realizado o modelo de pleurisia induzida pela carragenina. Os resultados demonstraram diferença nos leucócitos totais antes e depois da pleurisia apenas no grupo controle. Na contagem diferencial de leucócitos circulantes, foram encontradas diferenças no percentual de linfócitos e neutrófilos entre os grupos antes da indução do processo inflamatório. No exsudato pleural não foram encontradas diferenças no total de leucócitos e na análise nas células polimorfo e mononucleares em ambos os grupos. Os resultados sugerem que no estresse agudo, após imediata realização da pleurisia ocorrem alterações imunológicas que parecem não influenciar o processo inflamatório agudo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v34i6.248

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 51.961
Estados Unidos 1.284
Portugal 818
França 246
Moçambique 238
Angola 171
Reino Unido 61
México 61
Espanha 60

Fonte: Google Analytics.