Prevalência de Talassemia Alfa em População com Microcítose e Hipocromia

Mauro Meira de Mesquita, David Barqueti Jendiroba, Paulo Roberto de Melo Reis, Claudio B. Silva, Karlla Greick Batista Dias Penna, Mesquita GA, Aparecido Divino da Cruz, Lee Chen Chen

Resumo


Resumo: a anemia ferropênica, anemia das doenças crônicas, talassemias (alfa e beta) e associações com as hemoglobinas variantes constituem importante causas de anemias microcíticas e hipocrômicas. A talassemia alfa é uma síndrome que envolve genes produtores de globina alfa e representa um grave problema de saúde global. O objetivo do presente estudo foi determinar a prevalência de talassemia alfa como causa de anemia microcítica e hipocrômica, utilizando-se os métodos laboratoriais clássicos de diagnóstico.
Palavras-chave: Hemoglobinopatia. Talassemia. Microcitose. Hipocromia. Goiás.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v39i2.2607

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 51.961
Estados Unidos 1.284
Portugal 818
França 246
Moçambique 238
Angola 171
Reino Unido 61
México 61
Espanha 60

Fonte: Google Analytics.