Libras: aspectos lingüísticos e uso na terapia fonoaudiológica bilingüe

Annete Scotti Rabelo

Resumo


Para inclusão social e escolar da pessoa surda e para que ela possa se constituir socialmente pelas interações dialógicas, torna-se necessária a existência de um código comum entre ela e o ouvinte. Esse será reforçado em uma perspectiva bilíngüe com o uso, além da língua oral, da língua escrita e da Língua Brasileira de Sinais (Libras), na terapia fonoaudiológica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v33i3.292

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 51.961
Estados Unidos 1.284
Portugal 818
França 246
Moçambique 238
Angola 171
Reino Unido 61
México 61
Espanha 60

Fonte: Google Analytics.