Análise do Potencial Tóxico e Genotóxico das Substâncias Fixadoras para Cadáveres e Peças Anatômicas

Nayara Lorrainy Rosa Santana, Nilza Nascimento Guimarães

Resumo


Resumo: esta é uma revisão bibliográfica sobre toxicidade e genotoxicidade das principais substâncias utilizadas na preparação de cadáveres em laboratórios de anatomia, para esclarecer os riscos da exposição contínua a estes agentes. O formol e o fenol apresentam maior potencial tóxico e genotóxico encontrado, enquanto a glicerina mostrou-se o elemento mais seguro para as pessoas que manipulam as peças anatômicas.

Palavras- chave: Cadáveres. Anatomia. Riscos ocupacionais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v41i3.3615

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (01/01/2006 - 18/06/2019)
País Usuários
Brasil 41.141
Estados Unidos 1.230
Portugal 706
França 246
Moçambique 170
Angola 118
Reino Unido 58
Espanha 50
Chile 41
Total 44.462

Fonte: Google Analytics.