PREVALNCIA DE HIV, TOXOPLASMOSE E TRIPANOSSOMÍASE AMERICANA EM GESTANTES EM GOIÁS

Suellen Marianne Rodrigues Granato, Hânstter Hállison Alves Rezende, Julianna Rizzo Mendonça, Ana Maria de Castro, Juliana Boaventura Avelar

Resumo


Resumo: o objetivo foi avaliar a soroprevalência de HIV, toxoplasmose e Tripanossomíase Americana em gestantes atendidas no Hospital das Clínicas de Goiás, foram analisados 1.173 resultados, onde 1,53% foram positivas para HIV, 0,59% para toxoplasmose IgM, e 0,51% para Tripanossomíase Americana. As sorologias foram compatíveis com outras regiões do país. Ressaltamos a importância do diagnóstico precoce das doenças de transmissão congênita.

Palavras-chave: Soroprevalência. Doenças congênitas. Diagnóstico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v41i4.3683

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (01/01/2006 - 01/06/2019)
País Usuários
Brasil 43.582
Estados Unidos 1.240
Portugal 743
França 246
Moçambique 183
Angola 118
Reino Unido 60
Espanha 52
Chile 47
Total 47.204

Fonte: Google Analytics.