PREVALNCIA DE MICOSES SUPERFICIAIS DIAGNOSTICADAS EM UM LABORATRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS EM GOINIA, GOIÁS

Thaís Santillo Souza, Naina Cristina Miranda Paula, Renata Carneiro Ferreira Souto

Resumo


Resumo: as micoses superficiais podem ser classificadas em estritas e cutâneas. Nosso trabalho teve como objetivo verificar a prevalência dos tipos de micoses superficiais e seus agentes patogênicos nos pacientes atendidos em um laboratório de análises clínica em Goiás, Goiânia. De 120 casos positivos na cultura, 56,7%foram de Candida spp.; 28,3% de dermatófitos e 15% de não dermatófitos.

Palavras-chave: Micoses superficiais. Candida spp. Dermatófitos. Não dermatófitos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v41i4.3687

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 51.961
Estados Unidos 1.284
Portugal 818
França 246
Moçambique 238
Angola 171
Reino Unido 61
México 61
Espanha 60

Fonte: Google Analytics.