Fonoaudiologia e Musicoterapia na Clínica de Linguagem: uma prática clínica

Eliane Faleiro de Freitas, Lisa Valéria Vieira Tôrres

Resumo


Resumo: a linguagem circula a partir do próprio funcionamento da língua
e efetiva seus sentidos na interação. A proposta discursiva da clínica de
linguagem refere que o erro não é relevante, sendo uma demonstração de tentativa de organização: o indivíduo se fazendo sujeito na linguagem. O tema linguagem está relacionado com comunicação, interação, pensamento e subjetividade. Tais aspectos são evidenciados tanto na Fonoaudiologia quanto na Musicoterapia. O objetivo principal é apresentar as equivalências existentes entre a Fonoaudiologia e a Musicoterapia, além de mencionar alguns aspectos teóricos da clínica em Fonoaudiologia e Musicoterapia, apresentar prática clínica pessoal conjugando estratégias fonoaudiológicas e musicoterapêuticas, promover reflexão acerca da utilização destas estratégias na clínica de linguagem e contribuir para o avanço do estudo dos aspectos relacionados à clínica de linguagem junto às áreas de Fonoaudiologia
e Musicoterapia. A conjugação destas fundamentações na clínica de
linguagem facilita o processo de o indivíduo se revelar na linguagem verbal e/ou musical.
Palavras-chave: Linguagem. Fonoaudiologia. Musicoterapia. Clínica de
linguagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v42i3.4136

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 51.961
Estados Unidos 1.284
Portugal 818
França 246
Moçambique 238
Angola 171
Reino Unido 61
México 61
Espanha 60

Fonte: Google Analytics.