A Constituição Brasileira e as Obrigações Internacionais dos Direitos Humanos do Governo Brasileiro

Johannes van Aggelen

Resumo


O Brasil, desde a elaboração da Declaração Universal dos Direitos Humanos em 1948, engajou-se nesta matéria. Tornou-se parte em vários tratados de proteção setorial e especifica e já dialogou com órgãos de supervisão internacional. O regime militar reprimiu muitos direitos políticos e civis, que foram restabelecidos na Constituição de 1988. Os artigos quatro e cinco garantem os direitos fundamentais e tem aplicação imediata quando se trata de direitos consagrados em tratados em que o Brasil seja parte. Decorrente das obrigações que impõe a Constituição, o Brasil nos últimos anos apareceu perante vários comitês de supervisão para avaliar a implementação dos Direitos Humanos no plano doméstico. Os Comitês notaram com agrado as varias iniciativas nacionais para melhorar a proteção dos Direitos Humanos. O Brasil recentemente colabora com muitos relatores especiais do Conselho dos Direitos Humanos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/est.v35i4.684

Rodapé - Educativa
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


EVS | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-781X | Qualis B3

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 51.961
Estados Unidos 1.284
Portugal 818
França 246
Moçambique 238
Angola 171
Reino Unido 61
México 61
Espanha 60

Fonte: Google Analytics.