Chamada: Dossiê - v. 28, n. 3, 2018 - Revista Fragmentos de Cultura

Ementa: A partir da década de 1960, as Ciências Humanas e Sociais experimentaram a chamada Virada Performativa ― contexto em que o conceito de performance ultrapassou os limites da crítica social e da intervenção artística, adentrando os espaços acadêmicos na Universidade estadunidense. Os Estudos da Performance viram florescer duas linhas de investigação: por um lado, a intersecção com as Artes e com as teorias pós-coloniais e pós-estruturalistas; por outro lado, com a Antropologia, com os estudos etnográficos e as teorias dos actos de fala. Esta abordagem apresenta aos pesquisadores brasileiros possibilidades e desafios. O interesse crescente pelo campo das Performances Culturais demonstra a vitalidade das performances enquanto conceito e categoria de análise, aproximando diferentes disciplinas e proporcionando a reflexão sobre o campo teórico nas Ciências Humanas e Sociais.

Período para envio: até 30 de agosto de 2018.