KIDS WHO PREACH: CRIANÇAS PREGADORAS E O DISCURSO ESPETACULAR DE DEUS NA IDADE MÍDIA PENTECOSTAL

Cristiano Santos Araújo

Resumo


O objeto de análise neste artigo são as crianças pregadoras no pentecostalismo midiático contemporâneo, o objetivo é interpretar o uso espetacular de crianças de quatro a 13 anos no exercício de uma pretensa vocação religiosa carismática de pregadores nos templos e auditórios de prática pentecostal. Nosso percurso metodológico básico parte dos conceitos da sociedade espetáculo aplicado na publicização da intimidade infantil (DEBORD, 1997), e do discurso de Deus na idade mídia contemporânea (RAMOS, 2005), como mais uma manifestação de teatralização no campo religioso brasileiro (CAMPOS, 1997). Destarte, analisaremos o percurso carismático de duas crianças americanas, Marjoe Gortner e Kanon Tipton, e detalharemos o caso de uma criança brasileira, Matheus Moraes. A partir das Kids who preach, entre muitos questionamentos e (in)certezas, interpretaremos o insólito uso infantil no mercado religioso pentecostal contemporâneo, onde os pais tornam-se agentes e empresários de seus filhos, papel estranho se comparado com os direitos universais da criança, onde o papel da família é ser protetora e provedora, e não exploradora em nome da fé.


KIDS WHO PREACH: THE PREACHERS CHILDREN AND SPECTACULAR SPEECH ABOUT GOD IN AGE MEDIA PENTECOSTAL


The object of analysis in this article are preacher children in contemporary mediatic Pentecostalism. The purpose is to interpret the spectacular use of children in the exercise of a pretended charismatic religious vocation of preachers in the temples and auditoriums of Pentecostal practice. Our basic methodological course is based on the concepts of the spectacle society applied in the publicity of children's intimacy (DEBORD, 1997), and of God's discourse in the contemporary media age (RAMOS, 2005), as another demonstration of theatricalisation in the Brazilian religious field (CAMPOS, 1997). From the Kids who preach, among many questions and (un) certainties, we will interpret the unusual use of children in the contemporary Pentecostal religious market, where parents become agents and entrepreneurs of their children, a strange role compared to the universal rights of the child , where the role of the family is to be protective and providing, not childish explorer in the name of faith.

Palavras-chave


Crianças; Pregação; Mídia; Pentecostalismo. Children; Preaching; Media; Pentecostalism.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPOS, Leonildo Silveira. Teatro, templo e mercado: organização e marketing de um empreendimento neopentecostal. Petrópolis: Vozes, 1997.

CUNHA, Magali do Nascimento. Vinho novo em odres velhos: Um olhar comunicacional sobre a explosão gospel no cenário religioso evangélico no Brasil. São Paulo, 2004. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação da Escola de Comunicação e Artes) – Universidade de São Paulo, 2004.

DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

HOUAIS, Antonio. Dicionário eletrônico Houais da língua portuguesa. versão 1.0.5a. Rio de Janeiro: Perspectiva, 2001.

KIDS who preach [documentário]. Disponível em: <www.natgeotv.com/uk/kids-who-preach>.
KIDS who preach [documentário]. Disponível em: <www.ihu.unisinos.br/noticias/505282-pregadores-mirins-os-pastorzinhos-venerados-como-santos>.
KIDS who preach [documentário]. Disponível em: <www.gazetaonline.globo.com/_conteudo/2011/10/noticias/especiais/994221-a-fe-pelos-olhos-de-uma-crianca-pregadores-mirins-roubam-a-cena-em-igrejas-evangelicas.html>.
PATRIOTA, Regina M. P.; TURTON, Alessandra N. Memória discursiva: sentidos e significações nos discursos religiosos da TV. Ciências & Cognição, v. 01, p. 13-21, 2004.

RAMOS, Luiz Carlos. A pregação na idade mídia: os desafios da sociedade do espetáculo para a prática homilética contemporânea. São Paulo: Edumesp, 2005.

RAMOS, Luiz Carlos. A Sociedade espetáculo e o discurso religioso. 21.ed. Disponível em: <http://www.luizcarlosramos.net/a-sociedade-do-espetaculo-e-o-discurso-religioso/>.

VADE MECUM. São Paulo: Saraiva, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v28i2.5105

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis B3

Visitantes - (01/01/2006 - 08/11/2018)

País Usuários
Brasil 19.140 - 89,25%
Estados Unidos 732 - 3,41%
Portugal 385 - 1,80%
França 274 - 1,28%
Moçambique 151 - 0,70%
Angola 98 - 0,46%
Índia 59 - 0,28%
Peru 54 - 0,25%
Chile 50 - 0,23%
Total 21.250

Fonte: Google Analytics