A IMPORTÂNCIA DO MOVIMENTO PROFÉTICO DIANTE DA INJUSTIÇA EM ISRAEL

Jeová Rodrigues dos Santos

Resumo


Este artigo objetiva apresentar um quadro panorâmico do conceito de justiça no Antigo Testamento à luz do movimento proféticoem Israel, que encontrou seu nascedouro, ápice e ocaso no período do estabelecimento, consolidação e falência do sistema monárquico de governo em Israel. A partir desse referencial, pretende-se demonstrar como o discurso profético que proclamava a “Palavra de YHWH” estava intrinsecamente relacionado com a exigência da prática de justiça em todas as esferas da sociedade da época, para então, apontar diretrizes que sirvam para nortear ações que promovam a prática da justiça em nossa sociedade carcomida pela corrupção e injustiça social.

THE IMPORTANCE OF PROPHETIC MOVEMENT BEFORE INJUSTICE IN ISRAEL

This paper aims to present a panoramic picture of the role of prophetism in the face of injustice in Israel. The prophetic movement found its birth and apex in the period of establishment, consolidation and bankruptcy of the monarchical system of government in Israel. From this reference point, it is intended to demonstrate how the prophetic discourse that proclaimed the "Word of YHWH" was intrinsically related to the requirement of practicing justice in all spheres of society at that time.

Palavras-chave


Monarquia; Profetismo; Israel; Justiça; Prophecy; Monarchy; Israel; Injustice.

Texto completo:

PDF

Referências


AMSLER, S. et al. Os profetas e os livros proféticos. Tradução de Benôni Lemos. São Paulo: Edições Paulinas, 1992.

BÍBLIA DE JERUSALÉM. São Paulo: Paulus, 2002. (BJ).

CAZELLES, Henri. História política de Israel: desde as origens até Alexandre Magno. São Paulo: Paulus, 1986.

EPSZTEIN, Léon. A justiça social no antigo Oriente Médio e o povo da Bíblia. São Paulo: Paulinas, 1990.

FOHRER, Georg. História da religião de Israel. Tradução de Josué Xavier. São Paulo: Paulinas, 1982.

GUNNEWEG, Antonius H. J. História de Israel: dos primórdios até Bar Kochba e de Theodor Herzl até os nossos dias. Tradução de Monika Ottermann. São Paulo: Teológica; Loyola, 2005.

REIMER, Haroldo. O antigo Israel: história, textos e representações. São Paulo: Fonte Editorial; Anápolis: Ed. da UEG, 2017.

ROBERT, A.; FEUILLET, A. Introdução à Bíblia: Antigo Testamento. Tomo II. São Paulo: Editora Herder, 1967.

SANTOS, Jeová Rodrigues dos. Ecos de Habacuc para a atualidade: a fidelidade do justo frente à injustiça social. 2. ed. São Leopoldo: Oikos, 2017.

SCHÖKEL, L. Alonso; DIAZ, J. L. Sicre. Profetas. Comentário I. 2. ed. Madrid: Ediciones Cristiandad, 1987.

SELLIN, E; FOHRER, G. Introdução ao Antigo Testamento. Tradução de D. Mateus Rocha. v. 2. 3. ed. São Paulo: Paulinas, 1977.

SEUBERT, Augusto. Como entender a mensagem dos profetas: introdução pastoral aos profetas. Tradução de Célia Maria Genovez. São Paulo: Edições Paulinas, 1992.

SICRE, José L. A justiça social nos profetas. Tradução de Carlos Felício da Silveira. São Paulo: Paulinas, 1990.

SICRE, José L. Profetismo em Israel: o profeta, os profetas, a mensagem. Tradução de João Luís Baraúna. Petrópolis: Vozes, 1996.

SILVA, Airton José da. A voz necessária: encontro com os profetas do século VIII a.C. São Paulo: Paulus, 1998.

STIGERS, Harold G. Tsadeq, ser justo, ser reto. In: HARRIS, R. Laird (Org.). Dicionário internacional de teologia do Antigo Testamento. Tradução de Márcio L. Redondo; Luiz A. T. Sayão; Carlos Osvaldo C. Pinto. São Paulo: Vida Nova, 1998.

VON RAD, Gerhard. Teologia do Antigo Testamento. Tradução de Francisco Catão. 2. ed. São Paulo: Aste/Targumim, 2006.

WILSON, Robert R. Profecia e sociedade no antigo Israel. 2. ed. rev. Tradução de João Rezende Costa. São Paulo: Targumim; Paulus, 2006.

WOOD, Leon J. Los profetas de Israel. Grand Rapids: Editorial Portavoz, 1983.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v28i2.6448

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis B3

Visitantes - (01/01/2006 - 08/11/2018)

País Usuários
Brasil 19.140 - 89,25%
Estados Unidos 732 - 3,41%
Portugal 385 - 1,80%
França 274 - 1,28%
Moçambique 151 - 0,70%
Angola 98 - 0,46%
Índia 59 - 0,28%
Peru 54 - 0,25%
Chile 50 - 0,23%
Total 21.250

Fonte: Google Analytics