SUPLÍCIO DO CORPO E DESTRUIÇÃO DO EU EM “WHAT WHERE” DE SAMUEL BECKETT

Eduardo José Reinato, Lorena Amorelli Reinato

Resumo


O presente artigo objetiva analisar de que maneira a montagem e apresentação da peça de Samuel Beckett, denominada Que Onde, recompõe a discussão sobre a tortura e e a inquietação diante do processo de destruição do sujeito. A peça encenada pelo grupo Máskara, da UFG traz a tona a possibilidade, de discussão sobre estética e tortura. Percorrer associações como camadas de claros e escuros nos fará mergulhar em um espaço tecido de citações e de fragmentos que se cristalizam hoje em nosso interior e em nossas retinas. Essas referências nos impelem a uma praia tenebrosa de nossa “memória involuntária”. Com certeza, é essa a forma mais furtiva de criação de elos, pontes e relações entre a cultura – estética – linguagens.

Palavras-chave


Beckett; Tortura; Corpo; Grupo Teatral Máskara

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, Hannah. Eichmman em Jerusalém: um relato sobre a banalidade do mal. Tradução de José Rubens Siqueira. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

BECKETT, Samuel. The Collected Shorter Plays of Beckett. New York: Beckett SamueL; The Collected Shorter Plays of Beckett; Grove Press, 1984.

BECKETT, Samuel. O inominável. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1989.

BECKETT, Samuel.What Where. What Where.Director: Walter Asmus, Producer: Anthony Uhlmann, Cinematographer and Editor: Ben Denham. Disponível em: < https://www.westernsydney.edu.au/writing_and_society/events/what_where_by_samuel_beckett >. Acesso: 12 ago. 2018.

BENJAMIN, Walter. Passagens. Belo Horizonte: Ed. da UFMG; Imprensa Oficial, 2006.

BERRENTINNI, Célia. A Linguagem de Beckett. São Paulo: Perspectiva, 1977.

CAMARGO, Robson Corrêa. Grupo Máskara encerra 2012 com montagem de texto de Samuel Beckett. Disponível em: < https://www.ufg.br/n/59799-grupo-maskara-encerra-2012-com-montagem-de-texto-de-samuel-beckett >. Acesso em: 08 set. 2018.

CAMARGO, Robson Corrêa. MÁSKARA. Núcleo Transdisciplinar de Pesquisa do Espetáculo. Projeto de Trabalho. Manuscrito, 2002.

CARROL, Lewis. Alice: Aventuras de Alice no País das Maravilhas. Rio de Janeiro: Zahar, 2002.

GUINSBURG, Jaime. Escritas da Tortura, Diálogos Latinoamericanos, Univ. de Aarhus, Dinamarca, n. 3, p. 131-146, 2001.

KESIN, Aylin. An Analysis Of The Themes in Samuel Beckett's What Where. Hacettepe Üniversitesi Edebiyat Fakültesi Dergisi,Cilt, 16/ Sayı: 2 / ss. 165-171.

LEHRER, J. Proust foi um neurocientista? São Paulo: Best Seller, 2011.

QUILICI, Cassiano Sydow. Teatros do silêncio. Sala Preta 5, São Paulo, n. 5, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v28i3.6681

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis B3

Visitantes - (01/01/2006 - 08/11/2018)
País Usuários
Brasil 19.140 - 89,25%
Estados Unidos 732 - 3,41%
Portugal 385 - 1,80%
França 274 - 1,28%
Moçambique 151 - 0,70%
Angola 98 - 0,46%
Índia 59 - 0,28%
Peru 54 - 0,25%
Chile 50 - 0,23%
Total 21.250

Fonte: Google Analytics