MULHER OU LENDA? O FANTÁSTICO NA CARACTERIZAÇÃO DE ORMINDA, PERSONAGEM DE MARAJÓ (1947), DE DALCÍDIO JURANDIR

Juliete Mendes Costa Vieira, Thiago Goncalves Souza

Resumo


Neste artigo, apresentamos uma análise de Orminda, personagem do romance Marajó (1947), de Dalcídio Jurandir (1909-1979). Orminda é uma jovem a quem vai sendo atribuída, pelos demais personagens, uma aura misteriosa: será filha da Mãe d’Água? Será um espírito maligno? Exploraremos a dimensão fantástica construída em torno dela, a partir dos estudos de Todorov (1992) e Filipe Furtado (1980), propondo um sentido para tal construção: um modo de expressão do choque que se dá entre a existência de Orminda e os valores patriarcalistas que regem a comunidade na qual a moça vive.

Palavras-chave


Marajó; Orminda; Fantástico; Patriarcalismo; Dalcídio Jurandir; Marajó (novel); Orminda. Fantastic literature; Patriarchalism; Dalcídio Jurandir

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, Wilson Ferreira. A recepção crítica da obra de Dalcídio Jurandir: Rio de Janeiro e Belém do Pará (1940-1980). Dissertação (Mestrado) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016. Disponível em: http://tede2.pucrs.br/tede2/bitstream/tede/6509/2/DIS_WILSON_FERREIRA_BARBO SA_COMPLETO.pdf. Acesso em: 20 out. 2017.

CAMARANI, Ana Luiza Silva. A literatura Fantástica. Caminhos teóricos. Ed. Cultura Acadêmica. 2004.

FURTADO, Filipe. A construção do fantástico na narrativa. Lisboa: Horizonte, 1980.

FURTADO, Marlí Tereza. Dalcídio Jurandir e o romance de 30, ou um autor de 30 publicado em 40. Teresa – Revista de Literatura Brasileira, São Paulo, n. 16, 2015. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/teresa/article/viewFile/115425/113035 . Acesso em: 10 dez. 2017.

GOULART, Ademaro Taranto. Marajó: ‘A isto que se chama um mundo! [s.d.]. Disponível em: http://portal.pucminas.br/imagedb/documento/DOC_DSC_NOME_ARQUI20120903143835.pdf. Acesso em: 08 dez. 2017.

JURANDIR, Dalcídio. Marajó. Belém: CEJUP, 1992.

SANTOS, Alinnie. O feminino em Dalcídio Jurandir – entre a opressão e a subversão. Anais... XXVIII SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA. Florianópolis: 2015. Disponível em: http://www.snh2015.anpuh.org/resources/anais/39/1439853391_ARQUIVO_artigo_anpuh_alinnie.pdf. Acesso em: 3 nov. 2017.

TODOROV, Tzvetan. Introdução à literatura fantástica. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1992.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/gua.v8i2.6559

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


GUARÁ | Departamento de Letras | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-4957 | Qualis B2

Visitantes - (01/01/2011 - 01/08/2019)
País Usuários
Brasil 1.863
França 266
Estados Unidos 158
Portugal 50
Alemanha 39
Iraque 26
Ukrania 22
Yemen 20
Itália 18
Total 2.618

Fonte: Google Analytics.