The Interdisciplinary Relationship Between Archaeology and Archaeometallurgy: the daily life of a Colonial Mining Settlement

Lucas de Paula Souza Troncoso

Resumo


This paper aims to present the possibilities that archaeometallurgy places at the disposal of archaeology as a tool that allows the approximation of the knowledge of the various aspects involved in the understanding of the metallurgical activity and its role in past societies. According to this interdisciplinary approach, the present work intends to present some considerations based on the results of the study of metallic objects found in the Arraial de São Francisco Xavier da Chapada, an archaeological site located in Mato Grosso State, inserted in the context of the colonial mining of the XVIII century.

A relação interdisciplinar entre a arqueologia e a arqueometalurgia: o cotidiano de um arraial de mineração colonial

Este trabalho tem por objetivo apresentar as possibilidades que a Arqueometalurgia coloca à disposição da arqueologia como ferramenta que permite a aproximação do conhecimento dos diversos aspectos implicados na compreensão da atividade metalúrgica e seu papel nas sociedades do passado. De acordo com esta abordagem interdisciplinar, o presente trabalho pretende expor algumas considerações a partir dos resultados advindos do estudo de objetos metálicos encontrados no Arraial de São Francisco Xavier da Chapada, sítio arqueológico localizado no Mato Grosso, inserido no contexto da mineração colonial do século XVIII.

Palavras-chave


Historical Archaeology; Archaeometallurgy; Colonial Mining; Technology; Mato Grosso; Arqueologia Histórica; Arqueometalurgia; Mineração Colonial; Tecnologia; Mato Grosso

Texto completo:

PDF

Referências


AGRICOLA, Georgius. De re metallica. Latin edition: Hoover, H. C.; Hoover L. H. (translated and annotated by H.C. Hoover and L. H. Hoover). NewYork: Dover Publications, 1950 [1556].

ALFAGALI, Cryslaine G. M. Ferro em obras: oficiais do ferro, Vila Rica (1750-1795). Monografia (Bacharelado em História) – Universidade Federal de Ouro Preto. Mariana, 2009.

BIRINGUCCIO, Vannoccio. Pirotechnica. (translated and annotated by Smith, C. S., & Gnudi, M. T). NewYork: Dover Publications, 1959 [1540].

BISSON, Michael S. Precolonial copper metallurgy: sociopolitical context. In: VOGEL, Joseph (Ed.), Ancient African Metallurgy. Walnut-Creek, Altamira-Press, 2000, p. 83-145.

CAMPOS, Guadalupe N. Caracterização microanalítica de objetos metálicos resgatados de sítios arqueológicos brasileiros dos séculos XVII e XVIII. Dissertação (Mestrado em Ciência dos Materiais e Metalurgia) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

CAMPOS, Guadalupe N. Estudo Arqueometalúrgico de artefatos metálicos recuperados de sítios históricos do Rio de Janeiro. Tese (Doutorado em Ciência dos Materiais e Metalurgia) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2005.

CAMPOS, Guadalupe N. Transferência de tecnologia para o Brasil por escravos africanos. Empresa Municipal de Multimeios – MULTIRIO (Publicação Eletrônica), Rio de Janeiro, 2006.

CARLE, Cláudio B. Metalurgia nas missões – Uma introdução. Dissertação (Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1993.

CEFET. Micrografia? Preparação e exame das amostras. Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo. Curso de Engenharia Mecânica. São Paulo, 2002.

CHILDE, Gordon. Los orígenes de la civilización. México: Fondo de Cultura Económica, 1954.

CHILDS, Terry. Iron as utility or expression: reforging function in Africa. Center for African Studies, University of Florida, 1991.

COMENDADOR REY, Beatriz. Una perspectiva antropológica para la interpretación de la metalurgia. In Montero Ruiz, Ignacio (Ed.). Manual de Arqueometalurgia. 1ª Ed. Alcalá de Henares: Museo Arqueológico Regional, 2010. p. 269-300.

DEDAVID, Berenice A.; GOMES, Carmen I.; MACHADO, Giovanna. Microscopia Eletrônica de Varredura: Aplicações e preparação de amostras. Materiais Poliméricos, metálicos e semicondutores. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007.

DILLMANN, Philippe; L´HERETIER, Maxime. Slag inclusion analyses for studying ferrous alloys employed in French medieval buildings: supply of materials and diffusion of smelting processes. Journal of Archaeological Science. v.34, n. 11, p. 1810-1823, 2007.

EARLE, Timothy. Commodity flows and the evolution of complex societies. In: ENSMINGER, Jean (Ed.): Theory in economic anthropology. Walnut Creek, California: Altamira Press, 2002. p. 81-104.

EHRENREICH, Robert M. Archaeometallurgy and archaeology: widening the Scope. In: GLUMAC, Petar D. Metals in society: Theory Beyond Analysis. Philadelphia: MASCA, The University Museum of Archaeology and Anthropology, University of Pennsylvania, 1991.

FLEXOR, Maria H. M. O. Ofícios mecânicos na cidade de Salvador. Salvador: Prefeitura Municipal, 1974.

FÖRSTER, Till. Glänzend wie Gold. Gelbguss bei den Senufo, Elfenbeinküste. Veröffentlichungen des Museums für Völkerkunde Berlin. Neue Folge. Abteilung Afrika, IX, Berlin, 1987.

GOLDSTEIN, Joseph; NEWBURY D. E. Scanning electron microscopy and x-ray microanalysis - a text for biologist, materials scientist and geologists. New York: Plenum Press,1992.

HAUPTMANN, Andreas. The investigation of archaeometallurgical Slag. In: ROBERTS, Benjamin W.; THORNTON, Christopher P. (Eds.): Archaeometallurgy in Global Perspective – Methods and Syntheses. New York: Springer, 2014. p. 91-105.

KIENLIN, Tobias L. Aspects of metalworking and society from the black sea to the baltic sea from the fifth to the second millennium BC. In: ROBERTS, Benjamin W.; THORNTON, Christopher P. (Eds.): Archaeometallurgy in Global Perspective – Methods and Syntheses. New York: Springer, 2014. p. 447-472.

LECHTMAN, Heather; STEINBERG, A. The history of technology: An anthropological point of view. In: BUGLIARELLO, George; DONER, Dean. B. (Eds.): The history and philosophy of technology. Urbana: University of Illinois Press, 1979. p. 135-160.

LECHTMAN, Heather. Andean metallurgy in prehistory. In: ROBERTS, Benjamin W.; THORNTON, Christopher P. (Eds.): Archaeometallurgy in Global Perspective – Methods and Syntheses. New York: Springer, 2014. p. 361-442.

LIBBY, Douglas C. Transformação e trabalho em uma economia escravista: Minas Gerais no século XIX. São Paulo: Brasiliense, 1988.

LIBBY, Douglas C. Habilidades, artífices e ofícios na sociedade escravista do Brasil Colonial. In: LIBBY, Douglas C. e FURTADO, Júnia F. (Orgs). Trabalho livre, trabalho escravo: Brasil e Europa, séculos XVI e XIX. São Paulo: Annablume, 2006, p. 57-74.

MAIA, Rafael R. Análise de inclusões de escória em amostras arqueológicas da Fábrica De Ferro De Ipanema. Dissertação (Mestrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais) – Escola Politécnica. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

MAIA, Rafael R.; AZEVEDO, Cesar R. F.; LANDGRAF, Fernando J. G. Análise de inclusões de Escória em amostras da Fábrica de Ferro de Ipanema. In: 67º Congresso Anual da ABM, Rio de Janeiro, 2012.

MAMANI-CALCINA, Elmer. Microanálise de inclusões não metálicas de artefatos ferrosos: Investigação da assinatura química de procedência (Real Fábrica de Ferro São João de Ipanema, Sítio de Afonso Sardinha, Sítio de Missões e Mossend Iron Works) por análise hierárquica de conglomerados. Dissertação (Mestrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais) – Escola Politécnica. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

MENESES, José N. C. Artes fabris e serviços banais: ofícios mecânicos e as Câmaras no final do Antigo Regime. Minas Gerais e Lisboa (1750-1808). Tese (Doutoramento em História). Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2003.

MENESES, José N. C. Saberes, petrechos e escravos: oficiais mecânicos e senhores no corpo social das minas setecentistas. In: IVO, Isnara P. e PAIVA, Eduardo F. (Orgs). Escravidão, mestiçagem e histórias comparadas. São Paulo: Annablume. Belo Horizonte: PPGH-UFMG; Vitória da Conquista: Edunesb, 2008, p.211-220.

PAIVA, Eduardo F. Bateias, carumbés, tabuleiros: mineração africana e mestiçagem no Novo Mundo. In: PAIVA, Eduardo França e ANASTASIA, Carla Maria Junho (Orgs.) O trabalho mestiço; maneiras de pensar e formas de viver – séculos XVI a XIX. São Paulo/Belo Horizonte: Annablume/PPGH-UFMG, 2002.

PEDRONI, Mário G. Arqueometalurgia do sítio de Arraial de São Francisco. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Metalúrgica) – Escola Politécnica. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

PERNICKA, Ernst. Whiter metal analysis in archaeology? In MORDANT, Claude, PERNOT, Michel y RYCHNER, Valentin (Eds.). L’atelier du bronzier en Europe du XX au VIII siècle avant notre ère. Actes du colloque international Bronze’96 Neuchâtel et Dijon, I: Les analyses de composition du metal: leur apport à l’Âge du Bronze. Paris: CTHS, 1998. p. 259-267.

MONTERO RUIZ, Ignacio. Metal y circulación de bienes en la prehistoria reciente. Cypsela, XIV, 2002, p. 55-68.

MONTERO RUIZ, Ignacio; ROVIRA Llorens, Salvador. Introducción a la arqueometalurgia. In: MONTERO RUIZ, Ignacio. (Ed.) Manual de Arqueometalurgia. 1ª Ed. Alcalá de Henares: Museo Arqueológico Regional, 2010.p.19-52.

REIS, Flávia M. M. Traços do cotidiano nas minas de ouro: a estrutura produtiva e o trabalho escravo nas unidades mineradoras setecentistas. In: XIII Seminário de Economia Mineira. Diamantina, 2008.

ROUX. Valentine. A dynamic systems framework for studying technological change: application to the emergence of the potter’s wheel in the southern Levant. Journal of Archaeological Method and Theory, v.10, n. 1, p.1-30, 2003.

SOUZA, Rafael A. Margarida Andreatta e a conformação da Arqueologia Histórica Paulistana. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, n. 22, p. 157-180, 2012.

STEIN, Gil J. Heterogeneity, power and political economy: some current research issues in the archaeology of old world complex societies. Journal of Archaeological Research, v.6, n.1, p. 1-30, 1998.

THEOPHILUS. On Divers Arts. New York: Dover Publications,1979 [1122].

THORNTON, Christopher P. Archaeometallurgy: Evidence of a paradigm shift?. In: KIENLIN, T. L.; ROBERTS, B. W. (Eds.). Metals and societies. Studies in honour of Barbara S. Ottaway. Universitätsforschungen zur prähistorischen Archäologie. Bonn: Habelt. p. 25-33, 2009.

TORRENCE, Robin; VAN DER LEEUW, Sander E. Introduction: What’s new about innovation? In: TORRENCE Robin; VAN DER LEEUW, Sander E. (Eds.). What’s new? A closer look at the process of innovation (Vol. One World Archaeology). London: Unwin Hyman, 1989. p. 1-15.

TRONCOSO, Lucas de P. S. Um estudo arqueometalúrgico dos artefatos resgatados do Arraial de São Francisco Xavier da Chapada, Mato Grosso. Dissertação (Mestrado em Arqueologia) – Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

ZEQUINI, Anicleide. Arqueologia de uma fábrica de ferro: morro de Araçoiaba, séculos XVI-XVIII. Tese (Doutorado em Arqueologia). Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

VAN DER VOORT, George V. Metallography: Principle and practice. New York: MaGraw-Hill Book. Co, 1984.

WATT, Ian M. The Principles and practice of electron microscopy. New York: Cambridge University Press, 2ª ed., 1997.

ZANETTINI ARQUEOLOGIA. Projeto São Francisco. Relatório Final, Monitoramento Arqueológico. Arraial de São Francisco Xavier, 2011. 201 p.

ZANETTINI ARQUEOLOGIA. Projeto São Francisco. Relatório Final, Monitoramento Arqueológico. Arraial de São Francisco Xavier, 2013. 199 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v15i2.5330

Direitos autorais 2017 Habitus

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS | Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis B2

Flag Counter