A construção da narrativa transmídia: Apropriação de contos de fadas na série televisiva Once Upon a Time

Magno Luiz Medeiros da Silva, Lorrayne Caroline dos Santos Santos

Resumo


O objetivo deste artigo consiste em analisar os produtos midiáticos derivados da franquia Once Upon a Time (2011) e identificar elementos de ligação entre as narrativas, os contos de fadas e o universo fictício da série, além de distinguir se esse universo ficcional configura uma narrativa transmídia, de acordo com os conceitos de Henry Jenkins (2009). A narrativa transmídia refere-se ao processo de comunicação a partir de múltiplas e convergentes plataformas tecnológicas e midiáticas visando o incremento da produção de sentidos. Os processos midiáticos transitam por diferentes meios de comunicação, aproveitando-se das características de cada um deles, mas extrapolando o seu universo cognitivo e sensível. A análise será realizada utilizando os seguintes produtos midiáticos: a série de televisiva, o livro e a Grafic Novel .

Palavras-chave


Narrativa transmídia; série televisiva; contos de fadas; Once Upon a Time; imaginário.

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, A. C. P. Comunicação e mídias digitais: novas formas de relacionamento mercadológico transmidiático. In: INTERPROGRAMAS DE MESTRADO DA FACULDADE CÁSPER LÍBERO, 6., 2010, São Paulo. Anais... São Paulo: Faculdade Cásper Líbero, 2010.

BEATRICE, L.; ROSEMÉRI, L. Contos de fadas na publicidade: magia e persuasão. Blumenau: Edifurb, 2009.

BETTELHEIM, B. A psicanálise dos contos de fadas. 16. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

BONA, R. J.; SOUZA, M. P. de. A narrativa transmídia na era da convergência: análise das transposições midiáticas de The Walking Dead. Razón y Palabra, México, n. 82, mar./maio 2013. Disponível em: . Acesso em: 25 jul. 2017.

BORTOLOTTO, M. M. A mulher como personagem nos contos e na publicidade. In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO NA REGIÃO SUL, 14., 2014, Florianópolis. Anais eletrônicos... Florianópolis: Unisul, 2014. Disponível em: . Acesso em: 5 jul. 2017. (esse link não leva ao resumo, dá erro)

CORSO, D. L.; CORSO, M. Fadas no divã: psicanálise nas histórias infantis. Porto Alegre: Artmed, 2006.

JENKINS, H. Cultura da convergência. 2. ed. São Paulo: Aleph, 2009.

LONG, G. A. Transmedia storytelling: business, aesthetics and production at the Jim Henson Company. 2007. 185 f. Dissertação (Mestrado em Ciência dos Estudos Comparados de Mídia) - Massachussets Institute of Technology, Massachusetts, 2007.

MORAES, V. da S. Literatura infantil na publicidade. In: SEMANA DE LETRAS, 9., 2009, Porto Alegre. Anais eletrônicos... Porto Alegre: PUC-RS, 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2017.

ONCE upon a time. Direção: Edward Kitsis e Adam Horowitz. Produção: Damon Lindelof, Christine Boylan, Robert Hull. Estados Unidos. ABC Studios. 2011, 990 min. 1 DVD.

SANTOS, M. B.; MIELNICZUK, L. O universo ficcional de Lost e a narrative transmidiática. Logos, Rio de Janeiro, v. 34, n. 1, p. 126-138, jan./jul. 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/pan.v7i2.5987

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


PANORAMA | Comunicação Social | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-1087 | Qualis B4