Análise Semiótica das Manifestações Culturais da Capa do Disco SGT. Pepper's Lonely Hearts Club Band (The Beatles)

Denise Castilhos de Araujo, Daniele Souza Moehlecke

Resumo


A década de 1960 foi marcada por grandes mudanças comportamentais que influenciaram a sociedade desde a juventude até a indústria fonográfica. Um dos grandes responsáveis por essa revolução foi o rock and roll, que teve a banda The Beatles como principal referência de toda uma geração. A pesquisa analisou, por meio da Semiótica, as manifestações culturais da capa do disco Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles, para identificar os signos que a compõem. O estudo se deu pela definição do conceito de cultura e do contexto histórico social da década de 1960, a influência da música da década de 1960 e a trajetória dos Beatles e a análise Semiótica da capa do disco Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band. Os procedimentos metodológicos utilizados foram as pesquisas: exploratória, descritiva, primária, secundária, bibliográfica e documental. Por meio da semiótica, foi possível compreender e identificar os significados presentes no texto analisado e relacionar os signos às manifestações culturais da época. Entendeu-se que tais manifestações refletiram a sociedade da década de 1960, já que as personalidades analisadas quebraram padrões e regras, o que retrata o momento de amplas mudanças comportamentais e na sociedade, no período em que o disco foi gravado.

Palavras-chave


The Beatles; Semiótica; Manifestações Culturais.

Texto completo:

PDF

Referências


BERTOLDI, Maria Tereza Jorgens. A comunicação visual dos Beatles como sedução no imaginário social e cultural. 2009. 355 f. Tese (Doutorado em Comunicação Social) Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009. Disponível em: . Acesso em: 13 maio 2017.

BORÉM, Fausto. Resenha: a pitada de pimenta de Paul McCartney em The Lives of John Lennon de Albert Goldman; bastidores do disco Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band. Belo Horizonte, 2014. Disponível em: . Acesso em: 7 maio 2017.

BURROWS, Terry. The Beatles: história, discografia, fotos e documentos. São Paulo: Publifolha, 2014.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de Símbolos. 20. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2006.

COUTO, Sérgio Pereira. Segredos e Lendas do Rock. São Paulo: Universo dos Livros, 2008.

CUCHE, Denys. A noção de cultura nas ciências sociais. 2. ed. Bauru, SP: EDUSC, 2002.

FOLCHETTI, Diogo de Campos. Como os Beatles revolucionaram o mercado musical. 2006. 41 f. Monografia (Graduação em Comunicação Social – Propaganda e Marketing) Centro Universitário de Brasília. Brasília, DF, 2006. Disponível em: . Acesso em: 7 maio 2017.

HARE, Nathan. A study of the black fighter. Taylor & Francis Online. 2015. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

HOFSTEDE, Geert. Culturas e organizações: compreender a nossa programação mental. 1. ed. Lisboa: Sílabo, 2003.

JANOTTI Jr., Jeder. Aumenta que isso aí é Rock and Roll: mídia, gênero musical e identidade. Rio de Janeiro: E-Papers Serviços Editoriais, 2003.

KARNAL, Leandro. História dos Estados Unidos: das origens ao século XXI. São Paulo: Contexto, 2007.

KUPER, Adam. Cultura: a visão dos antropólogos. Bauru, SP: EDUSC, 2002.

LOFRANO, Anita Cecilia. O fator espontaneidade-criatividade na obra dos The Beatles. 2016. 106 f. Dissertação (Mestrado em Educação) UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2016. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2017.

MADAME Tussauds London. Disponível em Acesso em: 20 maio 2017.

MALINOWSKI, Bronislaw. Uma teoria científica da cultura: e outros ensaios. Lisboa: Edições 70, 1997.

MARIUZZO, Patrícia. Woodstosck: 40 anos do festival que marcou a música e as gerações. Ciência e Cultura [online]. v. 61, n. 4, p. 60-61. 2009. Disponível em . Acesso em: 31 maio 2017.

MARTINS, Sérgio. A maturidade da cultura jovem: Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, o disco mais revolucionário dos Beatles, ganha uma reedição especial no seu aniversário de cinquenta anos. Veja. ed. 2531, ano 50, n. 21, p. .100-101, maio 2017.

MUYLAERT, Roberto. Marketing Cultural & Comunicação Dirigida. 3. ed. São Paulo: Globo, 1994.

NÖTH, Winfried. Panorama da Semiótica: de Platão a Peirce. São Paulo: Annablume, 1995.

OLIVEIRA, Iuli de. Psicodelia na tela: a lisergia presente nos desenhos do canal Cartoon Network. 2016. 102 f. Monografia (Graduação em Comunicação Social Habilitação em Publicidade e Propaganda) Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul, RS, 2016. Disponível em: . Acesso em: 30 maio 2017.

PAES, Maria Helena Simões. A década de 60: rebeldia, contestação e repressão política. 2. ed. São Paulo: Ática, 1993.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do Trabalho Científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e Trabalho Acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. Disponível em: . Acesso em: 23 out. 2016.

REIS FILHO, Daniel Aarão. FERREIRA, Jorge. ZENHA, Celeste. O Século XX: o tempo das dúvidas – do declínio das utopias às globalizações. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

RIBEIRO, Márcio. Beatles: Quais as pessoas e objetos da capa do Sgt. Peppers? Whiplash.Net. São Luís. mar. 2005. Disponível em: Acesso em: 13 maio 2017.

ROCHEDO, Aline. Um olhar sobre o livro, Rock and Roll: Uma História Social. Cadernos do Tempo Presente. São Cristóvão, SE, 2013 n. 13, p. 71–75, jul./set. 2013. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2017.

SAUTCHUCK, Camila et al. As influências da arte no design e na moda, na década de 1960. 2006. 8 f. Artigo (Especialização em Design, Produção e Tecnologia Gráfica) Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo, 2006. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

STEEN, Robert. Sonny Liston: his life, strife and the phantom punch. JR Books, Londres. 2008. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

THE BEATLES celebrate ‘Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band’ with special anniversary edition releases. The Beatles. Disponível em . Acesso em: 08 maio 2017.

TURNER, Steve. The Beatles: a história por trás de todas as canções. São Paulo: Cosac Naify, 2009.

VINIL, Kid. Almanaque do rock. São Paulo: Ediouro, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/pan.v7i2.6079

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


PANORAMA | Comunicação Social | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-1087 | Qualis B4

Flag Counter