Mídias digitais, arenas públicas e internet: as possibilidade do jornalismo em cenários de hiperlocalidade

Giovani Vieira Miranda, Antonio Francisco Magnoni

Resumo


O presente texto sugere uma discussão sobre as reconfigurações pelas quais passa o campo do jornalismo a partir da inserção de tecnologias móveis e ubíquas e, mais especificamente, as mídias locativas e suas funções e serviços no dia-dia dos cidadão. As análises servirão de preâmbulo para a discussão sobre o novo cenário hiperlocal no qual está inserido o processo de construção do jornalismo com direção para novos panoramas no meio digital e suas implicações em nível local. Para tanto, também será debatida a aproximação do jornalismo hiperlocal como arena pública; levando em consideração a ambiência da inclusividade, não-coerção e reciprocidade que dão potencial para a promoção de um espaço de debate entre múltiplas vozes da sociedade, sobre os mais diferentes assuntos; considerando um fluxo de informação que propicie a consolidação das opiniões públicas e o incentivo ao debate público em nível local.

Palavras-chave


Mídias locativas; jornalismo hiperlocal; arena pública; comunicação local

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, M. Jornalismo convergente e continuum multimídia na quinta geração do jornalismo nas redes digitais. In: Canavilhas, João (org). Notícias e Mobilidade – jornalismo na era dos dispositivos móveis. Covilhã: UBI, LabCom, 2013.

DOURADO, M. A Esfera Pública no Jornalismo Cidadão Online Refletindo a reconfiguração do conceito de Habermas nas práticas colaborativas da notícia. Biblioteca Online de Ciências da Comunicação (BOCC). Disponível www. bocc. ubi. pt em Acesso em, v. 15, 2013.

HABERMAS, J. Further reflections on the Public Sphere, in CALHOUN, Craig (ed.), Habermas and the public sphere. Cambridge, MA and London: MIT Press, 1997.

HABERMAS, J. Mudanca estrutural da esfera publica: investigacoes quanto a uma categoria da sociedade burguesa. Rio de Janeiro. Tempo Brasileiro, 1984.

KOVACH, B; ROSENSTIEL, T. Os elementos do jornalismo: o que os jornalistas devem saber e o público exigir. São Paulo: Geração Editorial, 2003.

LEMOS, C. E. B.; PEREIRA, R. M. Jornalismo hiperlocal no contexto multimídia: um relato da experiência do jornal-laboratório Contramão Online. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. 2011. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/regionais/sudeste2011/resumos/R24-0588-1.pdf - Acessado em 20 de fev. de 2018.

LOPEZ GARCÍA, X. Repensar o jornalismo de proximidade para fixar os media locais na sociedade glocal, Comunicação e Sociedade, Vol. 4, nº 1, Braga, Universidade do Minho, pp. 199-206, 2002.

MARCONDES, V. Novas tecnologias de conexão e o futuro da esfera pública. Trabalho apresentado no Intercom Sul. CDROM. Passo Fundo, 2007.

METZGAR, E.; KURPIUS, D.; ROWLEY, K. Defining Hyperlocal Media: Proposing a Framework for Discussion. Annual meeting of the International Communication Association, Suntec Singapore International Convention & Exhibition Centre, Suntec City, Singapore, Jun 22, 2010 Disponível em Acessado em: 23 fev.. 2018.

MORAES, D.; RAMONET, I.; SERRANO, P.. Mídia, poder e contrapoder: da concentração monopólica à democratização da informação. São Paulo: Boitempo/FAPERJ, 2013.

PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter. A nova questão agrária e a reinvenção do campesinato: o caso do MST. Geografias (UFMG), v. 1, n. 1, p. 7-25, 2005.

RAMOS, M. C.; SANTOS, S. dos. Políticas de Comunicação. Buscas teóricas e práticas. São Paulo: Paulus, 2007.

RIBEIRO, Jorge Claudio. Sempre alerta: condições e contradições do trabalho jornalístico. Olho Dágua, 1994.

VIZEU, A.; ROCHA, H.; MESQUITA, G. O Cidadão como Coprodutor da Notícia: Novos Desafios ao Jornalismo. Anais do XXXIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Caxias do Sul, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/pan.v8i1.6396

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


PANORAMA | Comunicação Social | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-1087 | Qualis B4