Reflexões fenomenológicas: a interação do ser no mundo e no universo do jogo

Murilo Gabriel Berardo Bueno

Resumo


A presente resenha se estrutura a partir da delimitação dos principais conceitos abordados na obra de Eugen Fink intitulada Play as a Symbol of the World and Other Writings, bem como na relação desses conceitos fenomenológicos com os jogos e as narrativas de entretenimento, sejam elas físicas ou virtuais. Dessa forma, a analogia de conceitos que permitem pensar a presença do ser no mundo e no jogo, assim como a dinâmica de interação entre os espaços físicos e virtuais são os principais pontos de discussão do autor apontados e comentados.

Palavras-chave


play, fenomenologia, Eugen Fink, jogos, entretenimento.

Texto completo:

PDF

Referências


FINK, Eugen. Play as a Symbol of the World and other Writings. Bloomington: Indiana University Press, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/pan.v8i1.6473

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


PANORAMA | Comunicação Social | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-1087 | Qualis B4